Economia

Empresas da cadeia produtiva do vestuário no ES contam com recursos do Bandes

COMPARTILHE
96

A cadeia produtiva do vestuário, que compreende os produtos têxteis, confecções e calçados, é historicamente uma das importantes para a economia capixaba pela geração de renda e de postos de trabalho. Para que as empresas do segmento mantenham-se competitivas, frente à concorrência acirrada do mercado, as confecções capixabas contam com apoio das linhas de crédito do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

Câmara rejeita MP que destina R$ 3,5 bi à Eletrobras

Depois de mais de quatro horas de deliberação, o plenário da Câmara rejeitou a...

Caixa: recálculo da prestação de contratos imobiliários pelo IPCA será mensal

O vice-presidente da Habitação da Caixa Econômica Federal, Jair Mahl, esclareceu que o...

MRV: Nova modalidade de crédito imobiliário da Caixa beneficia diversificação

Em comunicado ao mercado, a MRV afirma que a nova modalidade de crédito apresentada...

No Bandes, os empresários do setor de vestuário contam com recursos necessários para o aumento da qualidade em seus produtos, com investimento na criação e desenvolvimento constante de novas coleções, ou seja, na diversificação e no design dos produtos. As linhas de financiamento atendem desde as pequenas confecções, com profissionais liberais como costureiras e alfaiates, como também a produção industrial de maior porte.

O banco oferece ao empreendedor produtos específicos para aquisição de máquinas e equipamentos, adoção de tecnologia e inovação e atividades ligadas à Economia Criativa, como design e desenvolvimento de softwares para a produção.

Continua depois da publicidade

A cadeia produtiva do vestuário reúne empresas e profissionais que atuam em diversas etapas da produção.

 

Modernização constante

Inovação, qualificação e criatividade da mão de obra, bem como pela capacidade de acompanhar as tendências da Indústria 4.0, são pontos que ditam o mercado. O investimento na modernização da produção com o advento da produção inteligente, customização em massa e da fabricação de bens por meio das impressoras 3D, impactam o mercado e a forma de produção do vestuário. Destaca-se também o uso de alta tecnologia e de biotecnologia para a confecção de produtos inteligentes e de alto valor agregado.

Importante destacar que a cadeia produtiva do vestuário reúne empresas e profissionais liberais que atuam em diversas etapas da produção, desde a produção das fibras, como plantação de algodão, até os desfiles de moda, passando por fiações, tecelagens, beneficiadoras, confecções e forte varejo. O diretor de Crédito e Fomento do Bandes, Everaldo Colodetti, destaca que o banco possui produtos adequados a todos estes empreendedores.

“O Bandes está atento as demandas do mercado capixaba e oferece produtos e serviços que atendem as necessidades de todos os empreendedores”, destaca Colodetti.

Publicidade