Política Regional

Câmara de Brejetuba abre CPI e prefeito é afastado do cargo por 180 dias

COMPARTILHE
992
Advertisement
Advertisement

A Câmara Municipal de Brejetuba instaurou um Processo de Cassação de Mandato contra o prefeito João do Carmo Dias (PV), mais conhecido como João Lourenço, por cinco votos a quatro. O chefe do Executivo é suspeito de praticar uma série de irregularidades.

Assembleia Legislativa do ES vai suspender recesso parlamentar de julho

O presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, deputado Erick Musso (Republicanos), decidiu suspender...

Deputado Luciano Machado doa 30% do salário para o Hospital de Alegre

Nesta segunda-feira (25), o deputado estadual Luciano Machado (PV) esteve em Alegre com representantes...

Ex-deputado federal do ES é condenado à prisão e perda do cargo de diplomata

Acompanhando entendimento do Ministério Público Federal (MPF), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região...

Entre elas está a prisão de Lourenço, há um ano, após uma confusão em um ponto de manifestação de caminhoneiros na BR-262. Ele foi preso em flagrante por ter atirado em direção a um ônibus que furou um bloqueio na rodovia.

Segundo a Polícia Militar, na ocasião outro crime foi praticado. O prefeito estaria embriagado ao volante.

Advertisement
Continua depois da publicidade

A partir da notificação que seria entregue ontem (22), ele deve ser afastado por um período de 180 dias enquanto tramitar o julgamento na Câmara de Vereadores.
A sessão que decidiu pela abertura de impeachment aconteceu na tarde da última terça-feira (21).

Com a notificação, João Lourenço é afastado e em seu lugar assumir vice-prefeito, Samuel Quirino de Oliveira, conhecido como Hélio Quirino. O prefeito assinou a notificação na tarde desta quarta-feira (22).

Advertisement

Ajude o bom jornalismo a nunca parar! Participe da campanha de assinaturas solidárias do AQUINOTICIAS.COM. Saiba mais.