Política Regional

Aumento de salários de vereadores é promulgado pela Câmara e vira lei em Castelo

COMPARTILHE
2043

Agora é lei! Mesmo com uma forte insatisfação popular, a Câmara Municipal de Castelo promulgou a Lei 3.884/2019 que fixa os subsídios dos vereadores para o próximo mandato a partir de 2021. O texto foi publicado no Diário Oficial de quarta-feira (8) e promulgado pelo presidente da Câmara, o vereador Domingos Fracaroli.

Ângelo assume como presidente interino e suspende contratos na Câmara de Guaçuí

O vereador Ângelo Moreira (PSDB) assumiu, de forma interina, a presidência da Câmara de...

População de Iúna pede harmonia entre Câmara e Prefeitura na aprovação de projetos

A relação entre a Prefeitura de Iúna e a Câmara tem passado por atritos...

Vidigal é membro de comissão externa que vai acompanhar ações do Ministério da Educação

O deputado federal Sérgio Vidigal (PDT-ES) foi designado membro da Comissão Externa, que vai...

A medida que foi aprovada pelos vereadores por oito votos a quatro, define um reajuste de 41% nos subsídios no Legislativo. Após aprovado, o projeto seguiu para a sansão do prefeito Luiz Carlos Piassi (PMDB). O prefeito, por sua vez, vetou a lei de reajuste  dos subsídios do prefeito, vice e secretários e deixou vencer o prazo de apreciação da lei dos salários dos vereadores e mandou  de volta para a Câmara Municipal, onde foi promulgada (sancionada).

O projeto de reajuste, que foi aprovado na surdina e em regime de urgência, gerou revolta na população de Castelo que chegou a protestar durante as sessões da Casa de Leis, questionando frente a frente com os vereadores o aumento salarial. Mesmo assim, o legislativo não cedeu à pressão popular.

Continua depois da publicidade

Com a nova lei, a partir de 1º de janeiro de 2021, os salários dos vereadores passam de R$ 4,9 mil para R$ 6,9 mil.

Publicidade