Esporte Nacional

Botafogo anuncia que pedirá anulação do jogo contra Palmeiras por erro de direito

COMPARTILHE
34

O Botafogo vai pedir a anulação do jogo do último sábado contra o Palmeiras, em que foi derrotado por 1 a 0, em Brasília, pelo Campeonato Brasileiro. O clube alega erro de direito na marcação do pênalti que originou o gol do zagueiro paraguaio Gustavo Gómez, pois a partida já havia sido reiniciada quando o árbitro de vídeo (VAR) entrou em ação. A decisão de recorrer aos tribunais foi anunciada na noite deste domingo, por meio do Twitter oficial do clube alvinegro carioca.

Thiago Monteiro e Rogério Dutra Silva vencem e avançam no quali de Wimbledon

O tênis do Brasil começou bem a disputa de Wimbledon, o terceiro Grand Slam...

WTA confirma Ashleigh Barty como nova número 1 do mundo; Djokovic segue líder

Depois de 23 semanas, o ranking da WTA tem uma nova líder. Nesta segunda-feira,...

México e Canadá vencem e avançam às quartas de final da Copa Ouro

A rodada final da primeira fase da Copa Ouro começou na noite deste domingo...

“O Botafogo pedirá a anulação do jogo com o Palmeiras. O VAR foi usado indevidamente, pois a partida havia sido reiniciada. Logo, não poderia ser alterada a decisão do árbitro (regra 5 da FIFA e protocolo 8.12 do VAR). A decisão tomada foi um erro de direito, não um erro de fato”, justificou o Botafogo.

O confuso lance aconteceu na etapa final da partida no estádio Mané Garrincha. Em uma disputa de bola na área entre Deyverson e o goleiro paraguaio Gatito Fernández, o árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Junior, inicialmente, considerou que o atacante do Palmeiras caiu para simular uma falta e deu a ele o cartão amarelo.

Continua depois da publicidade

Mas depois, com o alerta do VAR, foi constatado que Deyverson caiu porque foi atingido pelo zagueiro Gabriel. Ele marcou o pênalti, mas agora o Botafogo alega que o jogo já havia recomeçado.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade