Internacional

ONU decide que Rússia tem de soltar navios ucranianos detidos em novembro

COMPARTILHE
12

O Tribunal Internacional para a Lei do Mar da Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu hoje que a Rússia tem de libertar imediatamente três embarcações navais ucranianas capturadas em novembro do ano passado e, também, soltar os 24 marinheiros detidos.

Juncker diz que risco de Brexit sem acordo permanece "muito real"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse que o risco de que o...

Arábia Saudita se une a coalizão marítima liderada pelos EUA no Golfo Pérsico

A Arábia Saudita anunciou que se juntará a uma coalizão de forças navais liderada...

Netanyahu não obtém maioria para formar governo, indica apuração

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, não vai conseguir obter maioria no Parlamento do...

A decisão foi proferida na sede da corte, em Hamburgo, na Alemanha, na esteira de uma audiência realizada no início do mês. A Rússia não compareceu nem à audiência nem à sessão deste sábado.

O presidente recém-eleito da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse que Moscou poderia emitir um sinal de “real disposição para parar o conflito com a Ucrânia” ao cumprir a ordem. A Rússia não especificou imediatamente como reagiria, mas deixou claro que ainda acredita que o tribunal é o espaço errado para lidar com a disputa.

Continua depois da publicidade

O confronto no Estreito de Kerch, que liga o Mar de Azov ao Mar Negro, tornou-se um marco no crescente conflito em torno da anexação da Península da Crimeia pela Rússia em 2014. Moscou se apoderou da Crimeia em um ato que a Ucrânia e a maior parte da comunidade internacional veem como ilegal.

Associated Press
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade