Internacional

ONU decide que Rússia tem de soltar navios ucranianos detidos em novembro

COMPARTILHE
9

O Tribunal Internacional para a Lei do Mar da Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu hoje que a Rússia tem de libertar imediatamente três embarcações navais ucranianas capturadas em novembro do ano passado e, também, soltar os 24 marinheiros detidos.

Porta-voz de Melania trabalhará para Trump

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta terça-feira, 25, Stephanie Grisham como sua...

EUA enviam mais 100 crianças para centro de detenção

O Congresso americano aprovou na noite desta terça-feira, 25, um pacote de emergência de...

Plano de paz de Trump prevê até turismo na Faixa de Gaza

Em meio a grande ceticismo, a administração Trump começou a discutir nesta terça-feira, 25,...

A decisão foi proferida na sede da corte, em Hamburgo, na Alemanha, na esteira de uma audiência realizada no início do mês. A Rússia não compareceu nem à audiência nem à sessão deste sábado.

O presidente recém-eleito da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse que Moscou poderia emitir um sinal de “real disposição para parar o conflito com a Ucrânia” ao cumprir a ordem. A Rússia não especificou imediatamente como reagiria, mas deixou claro que ainda acredita que o tribunal é o espaço errado para lidar com a disputa.

Continua depois da publicidade

O confronto no Estreito de Kerch, que liga o Mar de Azov ao Mar Negro, tornou-se um marco no crescente conflito em torno da anexação da Península da Crimeia pela Rússia em 2014. Moscou se apoderou da Crimeia em um ato que a Ucrânia e a maior parte da comunidade internacional veem como ilegal.

Associated Press
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade