Internacional

Trump confirma que EUA vão enviar 1500 soldados ao Oriente Médio

COMPARTILHE
14

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira, 24, que o país vai enviar cerca de 1.500 soldados adicionais ao Oriente Médio em um contexto de tensões crescentes com o Irã.

Netanyahu não consegue vitória decisiva em eleição de Israel, aponta boca de urna

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, não conseguiu uma vitória decisiva nas eleições desta...

Rei da Espanha faz nova rodada de consultas para formar governo e evitar eleição

O rei da Espanha, Felipe VI, iniciou nesta terça-feira o segundo dia de consultas...

Líder supremo do Irã diz que não haverá conversas com EUA

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse nesta terça-feira que "não haverá...

“Queremos ter proteção no Oriente Médio. Enviaremos um número relativamente pequeno de tropas, em sua maioria preventivas”, afirmou o presidente americano aos repórteres ao deixar a Casa Branca para viajar ao Japão para uma visita oficial.

Pouco depois, Patrick Shanahan, secretário da Defesa em exercício, descreveu a medida como “uma resposta prudente a ameaças críveis do Irã”.

Continua depois da publicidade

Os soldados serão em grande parte de engenharia e de forças de defesa. O presidente chegou à decisão após uma reunião na quinta-feira, 23, na Casa Branca, com os principais assessores de segurança nacional. Ele concluiu que um pequeno aumento seria suficiente para enfrentar quaisquer ameaças adicionais de segurança na região vindas do Irã ou de forças apoiadas por eles.

O número de soldados enviados será bem menor do que havia sido cogitado nas últimas semanas. O Pentágono planejava apresentar uma opção para o envio de até 20.000 soldados para a região. Mas alguns oficiais do Departamento de Defesa consideraram tal movimento um risco às tropas americanas que estão na região, porque o movimento poderia dar aos adversários americanos um alvo ainda maior.

Congressistas críticos da medida, a maioria deles democratas, questionaram nesta semana autoridades do governo sobre as últimas tensões com o Irã foram causadas por Teerã ou Washington. O próprio Trump já se disse a favor de diminuir a presença militar americana na região, especialmente na Síria.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade