Economia

Congresso blindará proposta da reforma de impactos das manifestações, diz Ramos

COMPARTILHE
14

O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência na Câmara, Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que o Congresso vai blindar a proposta de impactos das manifestações em defesa do presidente da República, Jair Bolsonaro, no próximo domingo, 26, que também têm como alvo os parlamentares.

Portaria disciplina acordo de coparticipação da cessão onerosa

O Ministério de Minas e Energia publicou no Diário Oficial da União (DOU) portaria...

Dívida Pública Federal sobe 0,31% e fecha maio em R$ 3,890 trilhões, diz Tesouro

O estoque da dívida pública federal (DPF) subiu 0,31% em maio, quando atingiu R$...

Petrobras confirma preço por ação de R$ 30,25 em follow on, totalizando R$ 7,3 bi

A Petrobras anunciou na manhã desta quarta-feira, 26, ter fixado o preço de ...

Além disso, o presidente do colegiado negou que a comissão formule um “novo texto” da reforma da Previdência, mas declarou que a proposta ficará com uma nova “caracterização” após o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). “(As manifestações) não (atrapalham) porque nós vamos isolar a reforma de qualquer ambiente de hostilidade, ela é do Brasil”, disse.

Para ele, a fala do presidente Jair Bolsonaro de que a classe política é o problema do País pode atrapalhar o andamento da propostas, mas o Congresso garantiria a aprovação das mudanças.

Continua depois da publicidade

Daniel Weterman
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade