Economia

Aneel aprova reajuste tarifário médio de 8,73% para a Cemig

COMPARTILHE
10

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 21, um reajuste médio de 8,73% para os consumidores da Cemig Distribuição (Cemig-D). A nova tarifa entra em vigor a partir de 28 de maio.

Mesmo após recorde na sexta-feira, Ibovespa tem leve alta com apoio de NY

O Ibovespa passou a exibir leve alta nesta segunda-feira, 24, após oscilar ora sob...

Projeção de alta do IPCA de 2019 passa de 3,84% para 3,82% no Focus do BC

Os economistas do mercado financeiro alteraram a previsão para o Índice Nacional de Preços...

Dólar vira e sobe com demanda defensiva antes de agenda forte de terça-feira

O dólar começou a sessão desta segunda-feira, 24, em baixa e, pouco antes do...

Segundo a agência, o reajuste médio para consumidores de baixas tensão foi de 7,89% e para os de alta tensão (indústrias) será de 10,71%.

Conforme a Aneel, o reajuste da Cemig foi impactado pelo aumento dos custos de aquisição de energia, como por exemplo, da Usina Hidrelétrica de Itaipu que é precificada em dólar.

Continua depois da publicidade

O pagamento do empréstimo da Conta ACR contribuiu para redução de 2,85% no reajuste. A Aneel lembra que a Conta-ACR foi um mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014.

Já a bandeira tarifária contribuiu para reduzir em 4,96% o índice final do reajuste da empresa mineira.

A distribuidora fornece energia para 8,4 milhão de unidades consumidoras localizadas 774 municípios no Estado de Minas Gerais.

Beth Moreira
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade