Internacional

Google suspende alguns serviços para smartphones fabricados pela chinesa Huawei

COMPARTILHE
19

O Google está suspendendo alguns serviços para smartphones fabricados pela Huawei, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, após um decreto do governo americano que, na prática, limita as operações da gigante chinesa de tecnologia nos Estados Unidos.

Pompeo atribui ao Irã ataque a petroleira saudita

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, atribuiu ao Irã o ataque contra instalações...

Oposição e manifestantes pró-Pequim se enfrentam em ato em Hong Kong

Membros de grupos pró-democracia se enfrentaram nas ruas de Hong Kong com defensores do...

Ex-premiê David Cameron faz mea culpa e lamenta consequências do Brexit

Primeiro-ministro do Reino Unido em 2016, quando houve o plebiscito para o Brexit, David...

A Huawei, que recentemente ultrapassou a Apple como segunda maior fornecedora de smartphones do mundo e agora está atrás apenas da Samsung, depende do sistema operacional Android, do Google, para rodar seus aparelhos. Embora os telefones existentes devam continuar funcionando normalmente, os usuários podem perder algumas funções, de acordo com uma pessoa a par do assunto.

Separadamente, a Qualcomm, sediada em San Diego Califórnia, suspendeu os envios para a Huawei de seus chips, e seus funcionários foram avisados a não se comunicarem com a empresa chinesa, segundo uma pessoa a par do assunto. Os chips da Qualcomm são usados em determinados modelos de smartphones da Huawei. A Huawei também projeta um grande número de seus próprios chips para telefones mais sofisticados.

Continua depois da publicidade

Na semana passada, o Departamento de Comércio dos EUA anunciou que estava adicionando a Huawei a uma espécie de lista negra por motivos de segurança nacional, exigindo que empresas que exportam tecnologia americana para a empresa chinesa solicitem uma licença. O órgão indicou que as aplicações provavelmente serão negadas.

Um porta-voz do Google disse que a empresa está “cumprindo a ordem e analisando as implicações”. Ele acrescentou que muitas funções do Android continuarão funcionando normalmente, incluindo o acesso ao serviço de loja de aplicativos do Google Play e às proteções de segurança do Google Play Protect. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade