Política Nacional

Moro diz ser "natural" que ocorram protestos contra contingenciamento na Educação

COMPARTILHE
19

Em entrevista à GloboNews, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, avaliou como “natural” que a população brasileira tenha saído às ruas nesta quarta-feira, 15, para protestar contra o contingenciamento de verbas à Educação, mas lamentou que alguns grupos tenham tentado “manipular” os movimentos levantando bandeiras político-partidárias. O ex-juiz da Lava Jato disse, porém, não saber avaliar se foi uma maioria ou uma minoria que quis distorcer a motivação das manifestações.

Autuação da Receita em posto de Americana deu origem à decisão de Toffoli

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, que suspendeu...

Raquel diz que Lava Jato tem apoio 'institucional e administrativo' da PGR

Em meio a divulgação de supostas mensagens de membros da Lava Jato, a procuradora-geral...

Ministro da Educação defende no Twitter indicação de Eduardo para embaixada

Mais um ministro entrou em cena para defender publicamente o nome do deputado Eduardo...

Moro destacou ainda que o contingenciamento de verbas foi “generalizado”, e não atingiu somente o Ministério da Educação (MEC). Ele observou que várias pastas foram alvos de cortes orçamentários por causa da difícil situação fiscal do País, herdada de governos anteriores.

Para o ministro, os movimentos organizados em cidades de todo o País nesta quinta-feira “deviam servir como alerta”, tanto ao Executivo quanto ao Congresso, sobre a necessidade de aprovar reformas estruturais que permitam ao País recuperar sua capacidade de investimento em todas as áreas.

Continua depois da publicidade

Letícia Fucuchima
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade