Geral

Tabata Amaral: 'Se tem uma coisa que une a população é a luta pela educação'

COMPARTILHE
20

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) contestou dados apresentados pelo atual ministro da Educação Abraham Weintraub. “São tantos absurdos, tantas arbitrariedades, a primeira delas é dizer que há uma concentração nas humanas. Não é verdade, ministro, apenas 1,4% da verba do CNPQ vai pra ciências sociais, apenas 23,7% das bolsas da Capes vão para humanas”, disse Amaral no plenário.

Retomar dinheiro de corrupto funciona mais que prisão, diz AGU

/com informações Agência Brasil   O advogado-geral da União, André Luiz Mendonça, afirmou que recuperar dinheiro...

ANTT publica novas regras para cálculo do frete mínimo

/com informações Agência Brasil   A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou as novas regras...

Associação Médica promete ir à Justiça contra revalidação de diplomas

A Associação Médica Brasileira (AMB) promete ir à Justiça contra a proposta do Ministério...

A deputada viralizou ao questionar o ex-ministro da pasta Ricardo Vélez em sua participação na Comissão de Educação da Câmara no mês passado. Desta vez, a fala da deputada foi mais curta. Ela teve apenas três minutos para questionar o atual gestor. “Depois de mais uma manipulação em que o governo anuncia que vai recuar nos cortes da Educação e logo recua novamente numa tentativa de desmobilizar, a população a gente viu que não deu certo, A Câmara está aqui, as pessoas estão nas ruas. Não porque somos idiotas úteis, mas se tem uma coisa que une a população desse País é a luta pela educação”, disse a deputada.

“O senhor é um ministro de estado não pode vir aqui sem nenhum critério técnico, baseado em ideologia”, afirmou. “Ministro o senhor tem de falar de Enem. Sair dessa guerra ideológica”, afirmou.

Continua depois da publicidade

Camila Turtelli
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade