Esporte Nacional

Zé Roberto diz que Tandara desfalcará o Brasil na fase inicial da Liga das Nações

COMPARTILHE
11

O técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães, confirmou nesta quarta-feira que a oposta Tandara ficará fora das partidas da fase inicial da Liga das Nações. O Brasil fará a sua estreia na competição no próximo dia 21, contra a China, às 20 horas, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília.

Argentina confirma Messi e Agüero na Copa América; Icardi e Kannemann ficam fora

Com as presenças confirmadas de Lionel Messi e Sergio Agüero, mas sem Mauro Icardi...

Palmeiras diz que retirou parte do menisco de Goulart e prevê retorno para julho

O Palmeiras explicou nesta terça-feira detalhes sobre o processo de recuperação do atacante Ricardo...

São Paulo encaminha compra de Calazans e empréstimo de Brenner ao Fluminense

O atacante Marquinhos Calazans, do Fluminense, deve assinar contrato por três anos com o...

No mesmo local, o time nacional terá pela frente a República Dominicana e a Rússia, respectivamente nos dias 22 e 23, em sua primeira semana de disputas no torneio no qual as brasileiras abrirão a sua temporada de 2019.

“Para esse início não vamos contar com a Tandara. Ela já está em tratamento para a lesão no tornozelo trabalhando com calma e com cuidado para que possa participar das fases finais da Liga das Nações”, informou Zé Roberto, por meio de declarações divulgadas pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Continua depois da publicidade

Tandara se apresentou à seleção feminina na última segunda-feira no Centro de Desenvolvimento de Vôlei (CDV), em Saquarema (RJ), e a ponteira Gabi afirmou nesta quarta que prevê um início de campanha complicado para a seleção no torneio.

“Teremos uma primeira etapa de competição difícil, com dois adversários tradicionais, além da República Dominicana, que tem evoluído bastante. Será muito bom jogar em casa com a nossa torcida, que sempre é um apoio muito grande. Os torcedores serão fundamentais nesta primeira semana”, afirmou Gabi, que também projetou a continuidade da temporada ao comentar sobre o atual momento da seleção feminina.

“Temos um grupo novo com jogadoras buscando um espaço. Estamos trabalhando muito e sabemos que a Liga das Nações é um campeonato forte. Essa competição tem uma importância grande como preparação para o Pré-Olímpico”, destacou a ponteira, já de olho na classificação para os Jogos de Tóquio-2020.

A Liga das Nações ocorrerá entre 21 de maio e 7 de julho e o grupo do Brasil para a competição é formado pelas levantadoras Roberta, Macris e Juma, pelas opostas Tandara, Lorenne e Paula Borgo, pelas ponteiras Natália, Gabi, Amanda, Tainara e Julia Bergmann, pelas centrais Bia, Milka, Lara, Mayany, Mara e Carol e pelas líberos Léia e Natinha.

Depois de encarar a primeira semana de disputas do torneio, a seleção feminina viajará para Apeldoorn, na Holanda, onde jogará entre os dias 28 e 30 de maio contra as donas da casa, a Polônia e a Bulgária. Nas semanas seguintes desta fase classificatória, as brasileiras terão pela frente Alemanha, Coreia do Sul e Estados Unidos, de 4 a 6 de junho, em Lincoln, nos EUA; pegarão Japão, Tailândia e Sérvia, de 11 a 13 de junho, em Tóquio; e finalmente medirão forças com Turquia, Itália e Bélgica, em Ancara, na Turquia, de 18 a 20 de junho, no fechamento deste estágio da competição.

A fase final contará com a China, país-sede, e outras cinco seleções classificadas e está marcada para ocorrer entre 3 e 7 de julho, na cidade de Nanquim.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade