Política Nacional

Haddad: 'Onde já se viu escolher a educação como inimiga do País?'

COMPARTILHE
9

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, candidato derrotado do PT à Presidência, disse que os atos desta quarta-feira, 15, em defesa da educação marcam o início do questionamento popular ao governo Jair Bolsonaro.

Brasileiros foram às ruas para nos cobrar, diz Bolsonaro no Twitter

Em sua conta oficial no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo, 26,...

Manifestantes pró-Bolsonaro vão às ruas em todos os Estados do País

Milhares de manifestantes foram às ruas de cidades brasileiras neste domingo, 26, em apoio...

Sergio Moro elogia manifestações no Twitter e diz que povo na rua é democracia

O ministro da Justiça, Sergio Moro, usou as redes sociais para elogiar as manifestações...

“É o começo do questionamento desse projeto. Não é um projeto inclusivo, não é para todos os brasileiros. Esperamos que todos os brasileiros, inclusive quem não votou nele, sejam ouvidos”, disse Haddad.

De acordo com Haddad, a dimensão das manifestações é uma resposta à “provocação” feita pelo governo que segundo ele, elegeu a educação pública como adversária. “É uma resposta à altura da provocação. Onde já se viu escolher a educação como inimiga do País?”, questionou.

Continua depois da publicidade

Haddad ficou no ato das 15h30 às 18h e foi ovacionado por manifestantes. Acompanhado da mulher, Ana Estela, ele foi agarrado, abraçado e puxado por manifestantes que se acotovelaram para tirar selfies com o ex-presidenciável.

Ricardo Galhardo
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade