Cidades

Trânsito na Ponte do Exército em Guaçuí funciona em sistema pare e siga

COMPARTILHE
Foto: Gilson Arão
274

Por Gilson Arão

Escola Família Agrícola de Cachoeiro abre matrículas para 2020

Estão abertas as inscrições para matrículas novas na Escola Família Agrícola de Cachoeiro de...

Rock n’ roll e estreia nas telonas são destaque da agenda cultural do Sul do ES

O final de semana será de MotoFest em Itapemirim. Serão três dias de programação...

Vídeo: parapentista é resgatado de helicóptero após ficar preso em rampa de Ubá em Castelo

Um praticante de parapente precisou ser resgatado de helicóptero na rampa de Ubá, em...

Após uma semana da instalação da ponte provisória na BR 482 sobre o Rio Veado, em Guaçuí, o tráfego de veículos segue com algumas adequações no local.  Os militares do Exército estão controlando o fluxo de veículos sob o sistema pare e siga.

Por se tratar de uma rodovia interestadual, há um fluxo contínuo de veículos e tem se formado filas devido à ponte provisória não estar funcionando para ambos os sentidos. O militares de engenharia explicaram que optaram por liberar a ponte para tráfego único para evitar acidentes, já que o espaço é estreito. O trânsito, não é permitido para pedestres.

Continua depois da publicidade

A estrutura metálica instalada comporta até 80 toneladas e caminhões tem trafegado no local sem apresentar dificuldade.

Quebra-molas 

A Defesa Civil de Guaçuí emitiu um comunicado informando aos motoristas que nessa terça-feira (23) foram construídos dois quebra-molas antes da ponte provisória. Os redutores foram colocados devido à interdição da Ponte do Aésio  na BR 482, no sentido de quem vem de Dores do Rio Preto para Guaçuí.

A Defesa Civil do município  pede atenção redobrada, no trecho que foi sinalizado, com placas de advertência sobre obras na pista e os redutores instalados. Nesta quarta-feira (24), foram registrados dois acidentes de motocicleta próximos da ponte por causa dos quebra-molas, informou o Corpo de Bombeiros.

Publicidade