Espírito Santo

Governo Federal suspende instalação de 280 radares em rodovias do ES

COMPARTILHE
664
Advertisement
Advertisement

O Governo Federal suspendeu a instalação de 280 radares que fariam a fiscalização nas rodovias federais que cortam Espírito Santo.

Ministérios Públicos discutem novas ações contra a covid-19 com Governo do ES

O Gabinete Permanente Interinstitucional, composto por membros do Ministério Público do Estado do Espírito...

Coronavírus: 23 pessoas estão curadas no Espírito Santo

A secretaria de Estado de Saúde do Espírito Santo (Sesa) anunciou na noite de...

ES: Secretaria da Saúde lança editais para contratação de 2 mil profissionais

A Secretaria da Saúde (Sesa) lançou, nesta sexta-feira (03), três editais para processo seletivo...

A decisão do presidente Jair Bolsonaro, anunciada no último domingo (26), gerou debates nas redes sociais e entre especialistas. Em todo o país, foi suspensa a instalação de um total de 8.015 equipamentos, tanto de novos radares quanto a renovação dos já existentes.

Os 280 radares seriam instalados em 112 pontos das rodovias capixabas. A maior parte deles, cerca de 46%, iriam para a BR 262, distribuídos em 42 pontos ao longo do trecho que vai de Cariacica até a divisa com Minas Gerais.

Advertisement
Continua depois da publicidade

De acordo com edital aberto pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em 2016, os equipamentos seriam instalados de forma gradual nas rodovias federais do país, em um prazo de até cinco anos. Uma ampliação pautada em estudos técnicos, segundo o órgão federal.

Os contratos com as empresas responsáveis para reativar ou instalar os equipamentos foram divididos em 24 lotes, dos quais 18 já estavam assinados, no valor de R$ 852 milhões. A renovação de toda a rede no país custaria R$ 1,029 bilhão, segundo levantamento.

No Espírito Santo, cujo documento foi assinado em 14 de maio do ano passado, o valor estimado do contrato é de R$ 23,8 milhões, dos quais cerca de R$ 4 milhões já estavam liberados para o pagamento à empresa pela execução dos serviços.

Na BR 482, no Sul do Estado, receberia 42 equipamentos distribuídos em 18 pontos. Na mesma região, a BR 393 ficaria com 14 equipamentos, distribuídos em sete pontos.

Advertisement

A BR 342, no Norte do Estado, ficaria com seis equipamentos, em três pontos. A BR 381, em São Mateus, com 24, em 12 pontos. Para a BR 482, na Região Serrana, seriam 40, distribuídos em 18 pontos. E há ainda a BR 447, com 11 equipamentos, em quatro pontos.

 

Advertisement