Política Regional

Enquete eleições 2020: João Paulo lidera favoritismo e Piassi o índice de rejeição em Castelo

COMPARTILHE
839

Enquete realizada pelo AQUINOTICIAS.COM entre a última segunda-feira (1) e ontem (4), sobre a intenção de voto nos possíveis pré-candidatos a prefeito de Castelo, aponta que o advogado João Paulo Nali (PTB) é o favorito para as eleições do ano que vem. Ele obteve 41% dos votos.

TCE vai realizar encontro de capacitação para prefeitos, secretários e vereadores em Alegre

O Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE) vai iniciar na próxima segunda-feira, dia...

Kennedy: TCE rejeita recurso e determina que Reginaldo Quinta devolva R$ 293 mil aos cofres públicos

O Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE) rejeitou recurso do ex-prefeito de Presidente...

Pela hora da morte: Prefeitura de Marataízes lança edital para comprar 705 caixões

A Prefeitura de Marataízes lançou edital para aquisição de até R$ 500 mil em...

A enquete teve 11 mil acessos e 3.260 votos. O mecanismo utilizado na apuração, o Playbuzz, só permite um voto único por dispositivo (celular/computado/tablet).

O ex-prefeito Jair Ferraço (PSD) apareceu ocupando a segunda colocação na enquete, com 16%. O representante comercial Márcio Lemos (PHS) conseguiu 12% dos votos, ficando em terceiro lugar. Já o atual prefeito, Luiz Carlos Piassi (DEM), aparece entre os últimos colocados, com apenas 1% das intenções de votos, numa possível disputa a reeleição.

Continua depois da publicidade

Cesinha Casagrande (PSB), irmão do governador, também não teve um bom desempenho na apuração. Ele aparece com apenas 3% das intenções, o que revela que o fato de Renato Casagrande estar à frente do Governo do Estado não influenciaria na decisão de voto do castelense. Em 2016, quando foi candidato a prefeito, Cesinha ficou na terceira colocação, com 2.498 votos (11.98%).

Rejeição de Piassi

O prefeito Luiz Carlos Piassi, que foi eleito com 50.65% das intenções de votos em 2016, 13% a mais que o seu principal concorrente, João Paulo Nali, hoje amarga a rejeição do castelense.

Piassi assumiu o mandato com a promessa de avançar Castelo 40 anos em apenas quatro, o que na prática não está acontecendo. No primeiro dia, ao tomar posse, prometeu reduzir o próprio salário, mas não cumpriu. Somente após uma ação popular, o prefeito que chegou a receber R$ 44 mil de salário, teve seu subsídio reduzido por determinação judicial.

A situação do chefe do Executivo não é nada boa. Ele responde a vários processos na Justiça Eleitoral e teve o mandato cassado em primeira e segunda instância. Uma nova eleição, suplementar, pode acontecer na cidade, mas isso ainda depende do julgamento do recurso do emedebista que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Há anos venho me preparando para servir nossa cidade”

João Paulo já disputou duas eleições para prefeito. Em 2012 obteve 8.478 votos (38,27%), sendo derrotado por Jair Ferraço, que foi apoiado por Casagrande, na época governador, obtendo 12.336 votos (55,68%).

Já em 2016, Nali conseguiu 7.795 votos (37,37%), sendo derrotado por Piassi, que obteve 10.564 votos.

O advogado disse ter ficado satisfeito com o resultado da enquete. “É com orgulho, responsabilidade e humildade que recebo o resultado da enquete que, apesar de preliminar e sem cunho científico, demonstra expressivo apoio aos trabalhos e às ideias que desenvolvemos na busca de mudanças na forma de fazer política em Castelo. Há anos venho me preparando para ter a oportunidade de servir nossa cidade por meio de uma gestão séria, transparente, reduzindo custos, valorizando os servidores e, sobretudo, tendo como prioridades a saúde, educação, estradas e a geração de emprego e renda”, comentou.

“Nossa cidade precisa eleger alguém comprometido”

Márcio Dalcin Lemos é representante comercial autônomo, possui vários cursos na área de vendas e gestão política, e é um nome que começa a despontar no cenário político castelense.

Lemos comentou o resultado da enquete e diz estar preparado para governar Castelo. “É com muita satisfação que recebo, através da opinião dos cidadãos de Castelo, a aceitação do meu nome como opção para governar o município de Castelo. Nossa cidade precisa eleger alguém comprometido com o bem comum e que trabalhe com honestidade e seriedade. Quem me conhece sabe o quanto eu me esforço e realizo com determinação meu trabalho. À frente da diretoria do Clube Purus há 7 anos, temos realizado, de forma voluntária, inúmeras mudanças e inovações. Com o olhar voltado para políticas públicas, me sinto preparado para, junto com os cidadãos de bem de Castelo, contribuir para o progresso e crescimento do nosso amado município”, disse.

“Fico agradecido pelo reconhecimento”

Jair Ferraço, que decidiu em 2016 não disputar a reeleição ao Executivo castelense, esteve até no ano passado atuando como Superintendente Regional de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim, órgão ligado à Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

O ex-prefeito adiantou que poderá disputar as eleições de 2020 e que está disponível para conversar com a população e receber sugestões. “Fui surpreendido com a enquete. Algumas pessoas me abordaram e disseram que votaram em mim. Fico muito agradecido pelo reconhecimento e isso mostra que boas coisas a gente fez, principalmente na área da saúde. Estou à disposição da população para conversar. Posso adiantar que sou um possível pré-candidato a prefeito no ano que vem. Sobre a atual gestão de Castelo não preciso nem comentar, pois o resultado da enquete já fala por si só!”, afirmou Ferraço.

Se as eleições fossem hoje em qual desses possíveis pré-candidatos você votaria para prefeito de Castelo?

João Paulo Nali (PTB) – 41%

Jair Ferraço (PSD) – 16%

Márcio Lemos (PHS) – 12%

Não sei, estou em dúvida! – 8%

Celso Marcolan (DEM) – 4%

Cesinha Casagrande (PSB) – 3%

Renato do Açougue (SD) – 3%

Eutemar Venturim (PSDB) – 3%

Vermelho (SD) – 2%

Éverton Zanuncio (PDT) – 2%

Paulo Ivan Casagrande (PV) – 2%

Domingos Piassi (PSDB) – 2%

Domingos Fracaroli (PSDB) – 1%

Luiz Carlos Piassi (MDB) – 1%

 

Publicidade