EXPOSUL RURAL

A força da participação feminina no agronegócio em debate na ExpoSul

COMPARTILHE
Fotos: Ana Glaucia Chuina
528

Mais de 600 mulheres de Norte a Sul do Estado participaram de uma programação exclusiva na ExpoSul Rural neste sábado (13). Itarana, Iúna, Guaçuí, Muqui, Linhares, Colatina, São Gabriel da Palha, Santa Teresa, Vitória e Cachoeiro de Itapemirim foram alguns dos municípios com representantes no “Elas no Agro”.

Organização da ExpoSul comenta cobertura do AQUINOTICIAS.COM no evento

Confira a entrevista com o presidente do Sindicato Rural de Cachoeiro de Itapemirim, Wesley...

Exposição de Esportes de Aventura elevou adrenalina em Cachoeiro

A 1ª Exposição de Esportes de Aventura de Cachoeiro foi realizada de quarta (10)...

ExpoSul Rural 2019 movimentou R$ 25 milhões em negócios

A ExpoSul Rural 2019, realizada de quarta (10) a domingo (14), no Parque de...

Organizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), sob coordenação da superintendente Letícia Toniato Simões, o evento convidou seis mulheres de diversas atividades que envolvem o meio rural para compartilhar com outras centenas, as suas histórias. Em um bate-papo descontraído e emocionante, elas contaram experiências pessoais e profissionais, além de incentivarem a participação feminina no agronegócio capixaba.

A abertura do “Elas no Agro” contou com a presença da vice-governadora Jacqueline Moraes, primeira mulher a ocupar o cargo no Espírito Santo, que falou da sua experiência como empreendedora atuando durante 17 anos como camelô e tirando o sustento para criar a filha. Ela destacou que dessa atuação surgiu a vontade de querer fazer as coisas acontecerem.

Continua depois da publicidade

“Sempre fui uma empreendedora nata e tenho orgulho de dizer como aprendi e cresci com toda a situação que convivi. As dificuldades sempre me motivaram a buscar soluções, fossem para minha rua, meu bairro, minha cidade. Sempre lembro da frase que pergunta: na crise, você escolhe chorar ou vender lenços? Eu escolhi vender lenços. Temos que sempre olhar as coisas para o lado positivo e identificar o que pode transformar a vida das pessoas”, destacou a vice-governadora.

A diretora da Revista Safra ES, Kátia Quedevez, foi a mediadora do debate e com bom humor falou das dificuldades vivenciadas pela mulheres na conquista diária do seu espaço no mercado de trabalho, no meio rural e na política, além de enfatizar a múltipla jornada e na própria família.

Ainda na mesa de bate papo, Lúcia Helena Dias Pereira (agricultura), Evani Martinelli – Nininha (agricultora), Stefany Silveira (estudante de agronomia do Ifes de Itapina e atuante nas incubadoras e desenvolvimento de projetos  de tecnologia), Helen Barboza que atua na Sulcaflor, na Cafesul e Póde Mulheres e Diene Maria Bremenkamp (secretária de Agricultura de Santa Leopoldina).

Dúvidas e questionamentos foram compartilhados por meio de perguntas, entre elas, a da vereadora de Cachoeiro Renata Fiório, deixou no ar uma indagação sobre o papel que as mulheres podem e devem ocupar na política para começar a mudar a realidade machista que ainda ocupa a grande maioria das esferas políticas.

Após roda de conversas, as mulheres participaram de atividades especiais com direito a almoço, palestra, peça teatral e muito mais.

Publicidade