Esporte Nacional

Bottas vence, assume a ponta e Mercedes faz história com 4ª dobradinha seguida

COMPARTILHE
33
Advertisement
Advertisement

Dominante, a Mercedes conquistou neste domingo um feito inédito na Fórmula 1. Valtteri Botas venceu o GP de Azerbaijão, Lewis Hamilton chegou em segundo e, assim, a equipe emplacou a sua quarta dobradinha seguida na temporada, feito que nenhuma outra escudeira conseguiu na história da categoria, iniciada em 1950.

Continua depois da publicidade

Na prova passada deste Mundial, realizada na China há duas semanas, a escuderia das “Flechas Prateadas” já protagonizou uma grande façanha ao repetir o que não ocorria na F-1 desde 1992, quando a Williams, com Nigel Mansell e Riccardo Patrese, teve os seus dois pilotos nos dois principais postos do pódio nos três primeiros GPs daquele campeonato.

Caso conquiste o Mundial de Construtores deste ano, a Mercedes também vai igualar um feito expressivo da Ferrari, que é o de vencer por seis anos consecutivos essa disputa por equipes da F-1. Está no caminho, já que é líder disparada neste ano, com 172 pontos, contra 97 da Ferrari, a segunda, e 63 da Red Bull, que aparece no terceiro posto.

Para garantir esse marca histórica à Mercedes, Bottas fez uma corrida segura. O finlandês largou na pole, manteve o seu companheiro Lewis Hamilton sob controle até o final e virou a estrela, transformando a decepção da temporada passada em alegria neste ano ao assumir a ponta do Mundial de Pilotos, com 87 pontos, um a mais que Hamilton e bem à frente de Vettel, o terceiro, com 52, e Vestappen, o quarto, com 51. Foi sua quinta vitória na Fórmula 1 e a segunda nesta temporada.

Continua depois da publicidade

“Foi uma corrida difícil, embora talvez não muito acontecendo na frente, Lewis estava colocando pressão sobre mim o tempo todo. Eu fiquei feliz em ver a bandeira quadriculada e levar este primeiro lugar”, celebrou Bottas.

Sem forças para atacar os rivais da Mercedes, o alemão Sebastian Vettel colocou a Ferrari na terceira posição e completou o pódio. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, chegou em quarto, e Charles Leclerc, frustrado por ter perdido a pole e largado só em oitavo – fez o décimo melhor tempo no treino, mas se beneficiou das punições a Raikkonen e Giovinazzi – após um erro no treino de classificação, chegou em quinto.

O jovem monegasco fez uma ótima primeira metade de corrida com um ritmo muito forte e chegou a se postular como candidato ao triunfo ao liderar a prova quando Bottas e Hamilton foram aos boxes, mas o seu carro perdeu força com pneus macios. Como prêmio de consolação, Leclerc fez a volta mais rápida da pista: 1min43s009.

Advertisement
Continua depois da publicidade

O mexicano Sergio Pérez, que largou em quinto no grid, terminou em sexto, seguido de Carlos Sainz Jr, em sétimo, e Lando Norris, em oitavo, que colocaram os dois carros da McLaren na zona de classificação. Lance Stroll, nono colocado com a Racing Point, e Kimi Raikkonen, décimo com a Alfa Romeo, fecharam o grupo dos dez primeiros.

Ao contrário do que acostuma ocorrer em no traçado de rua de Baku, neste domingo não houve acidentes impactantes. Ocorreu apenas uma situação envolvendo Daniel Ricciardo e Daniil Kvyat. O australiano deu ré no carro do russo enquanto os dois estavam na área de escape. Pierre Gasly e Romain Grosjean também abandonaram a prova.

A próxima corrida da Fórmula 1 será realizada daqui a duas semanas em Barcelona, na Espanha.

Confira a classificação do GP do Azerbaijão:

1) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1h31min52s942

2) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 1s524

3) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 17s493

4) Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 27s627

5) Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 1min09s107

6) Sergio Pérez (MEX/Racing Point), a 1min16s416

7) Carlos Sainz Jr (ESP/McLaren), a 1min23s826

8) Lando Norris (ING/McLaren), a 1min40s268

9) Lance Stroll (CAN/Racing Point), a 1min43s816

10) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo), a uma volta

11) Alexander Albon (TAI/Toro Rosso), a uma volta

12) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), a uma volta

13) Kevin Magnussen (DIN/Haas), a uma volta

14) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a uma volta

15) George Russell (ING/Williams), a duas voltas

16) Robert Kubica (POL/Williams), a duas voltas.

Abandonaram a prova:

17) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso)

18) Daniel Ricciardo (AUS/Renault)

19) Pierre Gasly (FRA/Red Bull)

20) Romain Grosjean (FRA/Haas)

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: [email protected].

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here