Economia

Desemprego na Região Metropolitana de SP sobe a 16,1% em março, diz pesquisa

COMPARTILHE
9

Avançou em março a taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo, revelaram nesta terça-feira, 23, a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese). A taxa passou de 15,5% em fevereiro para 16,1% no mês passado, atingindo um contingente estimado de 1,772 milhão de pessoas, 61 mil acima do mês anterior.

Mega-sena pode pagar prêmio de R$ 22 milhões neste sábado

/com informações Agência Brasil   A Mega-sena pode pagar hoje (20) um prêmio de R$ 22...

Com BNDES menor, pode faltar crédito para investimento

Focar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na prestação de serviços...

Risco volta ao nível de quando país tinha selo de bom pagador

Com a aprovação da reforma da Previdência em primeiro turno na Câmara dos Deputados...

“Este resultado decorreu da redução do nível de ocupação, com eliminação de 91 mil postos de trabalho (-1,0%), movimento atenuado pela saída de 30 mil pessoas (-0,3%) da População Economicamente Ativa”, explicam as entidades em nota.

Na composição do dado, o desemprego aberto – pessoas que procuraram trabalho nos últimos 30 dias e não exerceram nenhum trabalho nos últimos sete dias anteriores à entrevista – foi atribuído a 13,5% em março, de 12,8% em fevereiro, enquanto o desemprego oculto – pessoas cuja situação de desemprego está oculta pelo trabalho precário (bico) ou pelo desalento – passou de 2,7% para 2,6%.

Continua depois da publicidade

O total de ocupados é estimado em 9,234 milhões de pessoas. Por setores, houve incremento de 51 mil vagas na indústria (3,7%), mas fechamento de vagas na Construção (15 mil ou 2,8%), Comércio (17 mil ou 1,0%) e Serviços (92 mil ou 1,6%).

Já em relação à renda, o rendimento médio real dos ocupados cresceu 0,3%, enquanto a dos assalariados avançou 1,0%, estimados em R$ 2.091 e R$ 2.174, respectivamente.

Caio Rinaldi
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade