Economia

Confusão entre deputados marca debate da PEC do Orçamento na CCJ

COMPARTILHE
15

Após a leitura do relatório e do voto favorável do relator da proposta de emenda constitucional do Orçamento Positivo, deputados agora debatem a matéria na Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça.

Odebrecht quer preservar fatia na Braskem de execução

A Odebrecht fundamentou a tese na petição de recuperação judicial de que o melhor...

Porta-voz: Bolsonaro não tem ainda data da demissão do presidente dos Correios

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou nesta segunda-feira, 17, ...

Petição da Odebrecht indica que todo o grupo pode recorrer à Justiça futuramente

A Odebrecht indicou no pedido de recuperação judicial, protocolado nesta segunda-feira, 17, que dada...

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) fez o que chamou de “reflexão” sobre a matéria. Na sequência, a deputada Talíria Petrone (PSOL-RJ) pediu a palavra. A vice-presidente da CCJ, deputada Bia Kicis (PSL-DF), questionou se ela iria se posicionar contra ou a favor da PEC, mas a deputada disse que queria também apenas fazer uma reflexão. Kicis tentou impedir a fala e houve um princípio de confusão, mas foi logo contido.

No início da sessão, havia 17 deputados inscritos para debater a PEC do Orçamento. Petrone é a terceira do dia. Depois do fim do debate, os parlamentares deverão votar a admissibilidade da matéria e, só depois, será iniciada a discussão sobre a reforma da Previdência, o que pode ficar para amanhã.

Continua depois da publicidade

Camila Turtelli e Mariana Haubert
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade