Geral

Procuradoria investiga fraudes em 80 licitações da educação na Baixada Fluminense

COMPARTILHE
55

O Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram, nesta segunda-feira, 15, a Operação Ultraje, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em fraudar licitações no Rio, em especial na pasta de Educação. Os desvios podem chegar a R$ 20 milhões. Mais de 80 licitações com suspeitas de fraude foram detectadas.

Justiça decreta prisão de responsáveis por edifícios na Muzema

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) obteve na Justiça, na...

Correção: Saúde suspende contratos para 18 remédios de distribuição gratuita

A matéria publicada anteriormente continha uma incorreção: A reportagem informava que a produção de...

Prefeitura troca piso do Anhangabaú e estuda mais concessões no centro

A Prefeitura de São Paulo está estudando um novo pacote de concessões de prédios...

De acordo com a investigação, a organização atuava em municípios da Baixada Fluminense e nas cidades de Itaguaí, Seropédica, Miguel Pereira e Mangaratiba. Agentes cumprem nove mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão, no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. As ações são concentradas em Nilópolis.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade