Geral

Procuradoria investiga fraudes em 80 licitações da educação na Baixada Fluminense

COMPARTILHE
48

O Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) deflagraram, nesta segunda-feira, 15, a Operação Ultraje, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em fraudar licitações no Rio, em especial na pasta de Educação. Os desvios podem chegar a R$ 20 milhões. Mais de 80 licitações com suspeitas de fraude foram detectadas.

Polícia prende 3,3 mil ladrões, assassinos, pedófilos e estupradores

A Operação PC 27, conjunta entre as polícias civis, prendeu 3.381 criminosos apreendeu 274...

Nasa divulga fotos de asteroide que passará perto da Terra

Uma sonda da Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa) registrou novas imagens do asteroide...

Tragédia de Mariana: 'Inundação é crime de perigo comum', diz TRF-1

Ao determinar o trancamento da ação penal pelo crime de homicídio e por lesão...

De acordo com a investigação, a organização atuava em municípios da Baixada Fluminense e nas cidades de Itaguaí, Seropédica, Miguel Pereira e Mangaratiba. Agentes cumprem nove mandados de prisão preventiva, um de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão, no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. As ações são concentradas em Nilópolis.

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Continua depois da publicidade