Política Regional

Prefeitos do Sul do ES assumirão diretorias na nova gestão da Amunes

COMPARTILHE
287

A eleição para a presidência da Associação dos Município do Estado do Espírito Santo (Amunes) só vai ocorrer no próximo dia 26, porém não haverá surpresa. Apenas uma chapa foi inscrita e traz o prefeito de Viana, Gilson Daniel (Podemos), como candidato a presidente.

Com novas eleições, Irupi deve ter três candidatos

As conversas em torno das eleições que acontecerá em Irupi, no dia 5 de...

Vereador Alexon articula nova delegacia e conselhos interativos em Cachoeiro

Preocupado com o aumento da insegurança no município e região Sul, o presidente da...

Vidigal quer instituir Programa Cuidador de Pessoa com Deficiência

O deputado federal Sérgio Vidigal (PDT-ES) apresentou o Projeto de Lei 815/2019, que estabelece o...

Mesmo com um gestor da Grande Vitória no comando da associação, três prefeitos da região Sul irão participar da gestão ocupando funções em diretorias temáticas. Luciano Pingo (PMDB), de Ibatiba, ficará à frente dos assuntos da Agricultura. Já a prefeita de Guaçuí, Vera Costa (PDT), na diretoria de Políticas para as Mulheres. E Fabrício Petri, de Anchieta, será diretor da temática de Micro e Pequenas Empresas.

Luciano Pingo, que é atualmente secretário da Amunes, disse que Agricultura é um setor estratégico no desenvolvimento do Estado. “Fico feliz em continuar participando da diretoria da Amunes e desta vez na diretoria de Agricultura. Nesse novo desafio vamos buscar dar nossa colaboração e acredito que poderemos contribuir muito para o nosso Estado, principalmente por se tratar de uma área estratégica do nosso desenvolvimento/economia”, disse o prefeito que era pré-candidato a presidência, mas após diálogo com o governador Renato Casagrande, retirou o nome em prol da unidade da entidade.

Continua depois da publicidade

A prefeita de Guaçuí comentou sua indicação. “É uma honra ter a oportunidade de, ao lado de outros prefeitos parceiros, ter sido convidada a integrar a nova gestão da Amunes, por meio da diretoria de Políticas para as Mulheres. Especialmente, diante das tristes estatísticas – nada novas em nosso País – que acompanhamos no dia a dia em noticiários e mesmo em nossas cidades de violência e violação dos direitos fundamentais das mulheres”, disse a gestora.

Ainda de acordo com Vera Costa, a ideia é unir forças para trabalhar o tema em questão. “Nosso desejo é unir forças a todos os órgãos públicos, segmentos sociais organizados, cidadãos e cidadãs para refletirmos e propormos ações práticas em defesa da mulher, em defesa da vida! Nosso trabalho será sempre no sentido de somar forças às diversas iniciativas já existentes, buscando dar voz e vez as mulheres do nosso estado”, acrescentou.

Publicidade