Espírito Santo

Marinha emite alerta de possível ciclone na costa do Espírito Santo e Bahia

COMPARTILHE
4179
Advertisement
Advertisement

Neste fim de semana, o primeiro do outono, há uma possibilidade de formação de um novo ciclone na costa brasileira, entre o litoral do Espírito Santo e o sul da Bahia. Entre quinta e esta sexta-feira, já houve registro de estragos causados pelo mar mais agitado no litoral capixaba.

Continua depois da publicidade

Em Anchieta, Sul do Estado, a ressaca invadiu a principal avenida do balneário. No Norte, em Conceição da Barra, um restaurante foi destruído pela força das ondas.

A Marinha do Brasil emitiu aviso especial sobre a possibilidade de formação do fenômeno em águas brasileiras. O comunicado oficial foi enviado no fim da tarde dessa quinta-feira (21) e é válido até às 9h de segunda-feira (25). Se este novo ciclone se formar, será batizado de Iba, nome escolhido pela Marinha.

Segundo o órgão, junto à chuva intensa esperada para esse dias, ocorrerá condição de tempo severo em alto-mar com ventos intensos e rajadas que pode chegar a 90 km/h chegando à costa do Rio de Janeiro e também no sul da Bahia, além de chuvas moderadas.

Continua depois da publicidade

No comunicado, a Marinha orienta para que as informações sejam divulgadas às comunidades de pesca, esporte e recreio e que eles consultem essas previsões antes de entrarem em alto-mar. O comunicado foi elaborado pelo Centro de Hidrografia da Marinha em parceria com o CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos).

Sobre o ciclone, de acordo com o Climatempo, ainda não há imagens do sistema formado, apenas da nebulosidade captada pelos satélites meteorológicos que permitem ver um grande aglomerado de nuvens sobre mar, ao largo do litoral destes estados.

Saiba mais sobre este novo ciclone.

Advertisement
Continua depois da publicidade

 

Advertisement

O conteúdo do AQUINOTICIAS.COM é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não é permitida a sua reprodução total ou parcial sob pena de responder judicialmente nas formas da lei. Em caso de dúvidas, entre em contato: (28) 3521-7726, [email protected].