Segurança

Mãe de Jonas Amaral grava vídeo pedindo ao filho que se entregue

COMPARTILHE
4306

Na manhã de ontem (15) Dalva do Amaral, mãe do representante comercial Jonas do Amaral, acusado de espancar a sua então namorada, Jane Cherubim, na madrugada do último dia 4, em Dores do Rio Preto, publicou um vídeo em sua página do Facebook pedindo informações do seu filho e que ele se entregue as autoridades.

Colisão entre motos deixa duas vítimas fatais em Piúma

Dois motociclistas morreram na noite desta segunda-feira (22) após colidirem de frente, na rodovia...

PM apreende 50 pedras de crack em Guaçuí

Um jovem de 22 anos foi preso na noite do último sábado (20) por...

Polícia procura por nove detentos que fugiram de penitenciária no ES

Nove detentos da Penitenciária Estadual de Vila Velha 3, do Complexo de Xuri, fugiram...

Na publicação Dalva pede que quem souber de qualquer informação sobre o seu filho, que entre em contato, pois há 11 dias ela não tem ideia nem se Jonas está vivo. A mãe conta que desde o fato eles nunca haviam ficado mais de um dia sem se falarem.

“Eu amanheci com o coração mais e mais partido. Eu gostaria de pedir a ajuda de vocês, aqueles que puderem me ajudar, me ouvir. Ajuda, gente! Quem souber onde o meu filho está, por favor, me fala aonde meu filho está”, pede em tom de angústia Dalva.

Continua depois da publicidade

Ainda no vídeo a mãe pede encarecidamente que o filho se entregue e que a família está junto ao advogado para ajudar em sua defesa. “Nós estamos aqui para ajudar ele, para ele se entregar. Estamos aqui com o advogado, para poder ajudar ele se entregar, para ele pagar pelo que fez. Mas eu preciso saber onde ele está, porque até agora a gente não sabe se está vivo ou morto”, finaliza.

Relembre o caso

Na segunda-feira (4) de Carnaval, Jane Cherubim, 36 anos, foi encontrada pelos irmãos desacordada ás margens de uma estrada em Dores do Rio Preto, região do Caparaó, após ter sido brutalmente espancada pelo namorado. Ela estava seminua e com o rosto desfigurado.

Jonas Amaral, 34 anos, agressor de Jane, ainda está foragido. A Polícia Civil em Alegre pediu ajuda à Polícia Federal, para que cartazes com a foto de Jonas fossem espalhados em aeroportos, temendo uma fuga do agressor para outro país.

pai e irmão de Jonas, que são suspeitos de terem dado fuga a Jonas, foram ouvidos pela polícia, mas não foram detidos.

Jane recebeu alta na tarde deste domingo (10), da Casa de Caridade de Carangolas, Minas Gerais, hospital onde ficou internada por seis dias. Ela gravou um vídeo ao lado do irmão agradecendo pelo apoio recebido.

Apesar da alta, Jane ainda vai precisar de acompanhamento médico, já que ainda sente fortes dores e tonturas, devido à gravidade das agressões. Ela está na casa de familiares, em Pedra Menina, distrito de Dores, onde recebe o carinho e a proteção da família.

Publicidade