Segurança

Jogador cachoeirense morre ao ser atropelado por caminhão no Paraná

COMPARTILHE
7265

O jovem jogador de futebol de Cachoeiro de Itapemirim, Felipe Dias Estevão, 18 anos, morreu na noite deste sábado (16) atropelado por um caminhão na rodovia BR-376, entre Marialva e Mandaguari, no Paraná.

Troca de tiros e criminosos baleados durante tentativa de assalto a lotérica no Centro de Cachoeiro

Uma tentativa de assalto a uma lotérica terminou com pelo menos dois criminosos baleados...

Funcionário denuncia espancamento e morte de detento no CDP de Cachoeiro

Um detento morreu na tarde deste domingo (21) após ser espancado por outros presos...

PM prende traficantes com 179 pedras de crack dentro de casa em Piúma

Dois homens foram presos com 179 pedras de crack na noite desse domingo (21),...

Segundo informações do portal de notícias Plantão Maringá, o jovem, que morava em alojamento localizado na zona rural de Marialva, estava de carona junto a outro amigo na carroceria de uma caminhonete, quando em um contorno na rodovia, perceberam que um caminhão que vinha sentido Maringá ia bater no automóvel em que estavam.

Assustados com a situação saltaram da caminhonete e Felipe acabou sendo atingido pelo caminhão. Socorristas e a equipe médica do Samu chegaram a ser acionados, porém o jovem não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. O corpo de Felipe foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Maringá.

Continua depois da publicidade

Nas redes sociais amigos e professores incrédulos com a fatalidade postaram mensagens de solidariedade à família do jogador. O professor de língua portuguesa Adelmo Almeida Silva foi um dos que prestaram homenagem ao jovem.

“E quando a gente acorda em pleno domingo com uma notícia devastadora, faz o quê? Chora? Questiona Deus? Fica se perguntando o porquê? Sei lá, acho que a gente devia hibernar e acordar em 2020 pq 2019 já deu. Li recentemente sobre vc no mundialito na Bolívia, mlk. Fiquei muito feliz por te ver feliz e saber que vc estava realizando o seu sonho. O prof aqui não sabe por onde começar pra te homenagear. Então, deixo externado aqui o meu carinho, respeito e admiração por você. Vai em paz molecão, a gente ainda fica por aqui, cheios de saudades de vc! Beijos e afagos nessa alma linda, mlk!”, disse o professor.

Publicidade