Política Regional

Infraestrutura e Educação estão entre prioridade para o ES, diz Casagrande

COMPARTILHE
Foto: Tati Beling/Ales
298

O governador Renato Casagrande (PSB) esteve na Assembleia Legislativa (Ales) na tarde desta segunda-feira (11) para apresentar aos deputados as ações que devem nortear a administração estadual nos próximos quatro anos. Ele prometeu dar sequência às obras em andamento que tiverem recursos e destacou a área de infraestrutura como uma das prioridades.

Prefeito e vice eleitos de Irupi recebem diplomação na Câmara Municipal

Na tarde desta sexta-feira (24), Edmilson Meireles (MDB) e Paulino Lourenço da Silva, prefeito...

Prefeito de Itapemirim é afastado por 60 dias e presidente da Câmara assume

A Câmara de Itapemirim decretou nesta sexta-feira (24) o afastamento por 60 dias do...

Câmara de Itapemirim realiza sessão extraordinária para afastar prefeito Thiago Peçanha

Os bastidores da política em Itapemirim estão agitados na tarde desta sexta-feira (24) com...

“Nesse tempo de dois meses e dez dias chegamos com um compromisso que assumimos com a população de não paralisar nenhum programa, obra e atividade em execução. Nós demos sequência naquelas ações que têm sustentação financeira. Onde observamos a necessidade da presença do governo nessa fase inicial atuamos com força”, afirmou.

Segundo o chefe do Executivo estadual, só neste início de governo foram investidos R$ 12 milhões na Educação para reforma das unidades escolares e compra de mobiliário e mais R$ 5 milhões para aquisição de ventiladores e aparelhos de ar-condicionado. “Estamos num momento de temperatura muito alta e tem sido uma preocupação da nossa equipe”, destacou.

Continua depois da publicidade

Nesta área, Casagrande ainda ressaltou a reabertura de escolas que haviam sido fechadas na gestão do ex-governador Paulo Hartung (sem partido) no interior do estado. “Tem 60 mil jovens fora das salas de aula. (…) Nestes últimos quatro anos tivemos uma evasão grande. Temos o desafio gigantesco de avançar na qualidade e de incluir os jovens que estão sem oportunidade e que não se sentem atraídos para estudar nas nossas escolas”, disse.

Infraestrutura

Casagrande pontuou a infraestrutura como grande alavanca do desenvolvimento estadual. Ele salientou a presença do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, na inauguração do Contorno de Iconha realizado pelo Eco101 e o compromisso do governo federal em obras como a BR-447, a ferrovia Litorânea Sul e dos aeroportos de Linhares e Cachoeiro de Itapemirim.

Outras iniciativas pontuadas como possíveis em parceria com a União são as obras de macrodrenagem para Vila Velha, Viana e Cariacica e a conclusão do Contorno do Mestre Álvaro, na Serra. “O Estado tem um bom nível de competividade, mas a infraestrutura é um ponto que impede que nós possamos ser mais competitivos”, pontuou.

As condições herdadas do governo anterior também foram alvo de críticas, em especial, dos terminais rodoviários do Transcol, das estradas do programa Caminhos do Campo, de órgãos estaduais como o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), das unidades de internação do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) e do sistema prisional. “Tem quase 10 mil presos a mais do que se comporta em termos de vaga no sistema”, apontou.

O governador informou que as obras das avenidas Leitão da Silva, em Vitória, e José Sette, em Cariacica, foram aceleradas e que o Executivo iria contratar as obras do Portal do Príncipe após a atualização do projeto, pois existem recursos disponíveis do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Estado Presente

O retorno do programa Estado Presente, voltado para diminuir os índices de violência no estado, foi citado diversas vezes no discurso do governador. Ele salientou que irá liderar as ações junto com as diversas secretarias e que pretende dar aos municípios capacidade de enfrentar a criminalidade.

“Houve um fortalecimento dos grupos criminosos em Vitória por ausência do Estado. Eles funcionam na lógica da ocupação de outras áreas, quando se sentem fortes tentam avançar territorialmente sobre outros grupos para ir aumentando sua área de controle e isso provoca o enfrentamento permanente, foi o que aconteceu na Grande Vitória. Temos que sufocar, abafar, retirando os de circulação os líderes. A retomada do Estado Presente é importante, nos dois primeiros meses já tivemos redução (da violência)”, indicou.

Em paralelo, Casagrande falou da necessidade de qualificar as prisões e de tirar as armas de fogo irregulares de circulação. Umas das medidas relatadas por ele foi a criação da Delegacia de Investigação de Comércio Ilícito das Armas, Munições e Explosivos (Desarme), que deve atuar em parceria com a Polícia Federal (PF), fazendo uma radiografia das armas em circulação em terras capixabas.

Outros assuntos

Também tiveram destaque na fala do governador o possível acordo com a Petrobras que pode render uma quantia bilionária para o Estado e a criação de um fundo para cuidar do dinheiro; a descentralização dos investimentos para estimular o desenvolvimento regional; projetos de melhoria da mobilidade urbana; o reforço da atenção primária, com a formação de médicos da comunidade; e o fortalecimento dos conselhos de cultura e de enfrentamento à violência contra a mulher.

Por fim, lembrou que o governo não pode gastar nada além do previsto no Orçamento e que a Assembleia aprovou um plano de ajuste fiscal que limita os gastos do Executivo. “Muita cautela com o dinheiro do Estado e muita audácia com o dinheiro vinculado a financiamentos e ao governo federal. Recurso garantido é pé no acelerador, não paralisar nenhuma obra ou convênio que tenha dinheiro. Temos que respeitar a sociedade capixaba”, concluiu.

*Fonte: Web Ales

Publicidade