Espírito Santo

Espírito Santo atinge 100% de regularidade com o Governo federal

COMPARTILHE
337

Medidas administrativas e judiciais coordenadas pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e Procuradoria Geral do Estado (PGE) possibilitaram que o Espírito Santo atingisse, nesta terça-feira (19), a condição de 100% de regularidade com o Governo Federal.

Inscrições abertas para concurso fotográfico 'As belezas que Anchieta viu'

Estão abertas as inscrições para o concurso fotográfico “As belezas que Anchieta viu”. O...

Pela primeira vez, Cosud reúne os sete governadores das regiões Sul e Sudeste

O Palácio Anchieta, sede do Governo do Estado do Espírito Santo, recebeu, neste sábado...

Inscrições para o concurso Miss Espírito Santo já estão abertas

As inscrições para o concurso Miss ES Baby, Mini, Mirim, Juvenil e Teen estão a todo...

A informação foi divulgada no site da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) no Serviço Auxiliar de Informações para Transferência Voluntária da União, que também é conhecido pela sigla CAUC (Cadastro Único de Convênios).

O secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, explica como o Espírito Santo alcançou essa condição. “Nosso governo defende e aplica a cautela para o equilíbrio das contas. Dessa forma, atingimos esse patamar de regularidade com o Governo Federal, pois primamos por manter nossas contas públicas muito bem seguras”, disse.

Continua depois da publicidade

De acordo com a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) cerca de 75% de entes estaduais estão com algum tipo de restrição com o Governo Federal. Além disso, 86% dos municípios capixabas também possuem algum tipo de pendência com a União.

Outros estados

Além do Espírito Santo, somente Bahia, Ceará, Mato Grosso, Pará, Paraíba e Pernambuco encontram-se em condição semelhante de adimplência com o Governo Federal.

“Estamos fazendo acompanhamento diário e minucioso do cumprimento dos diversos requisitos legais, financeiros e de prestação de contas que são exigidos pela União. Esse trabalho e a parceria com a Procuradoria têm sido fundamentais para boa condição de regularidade do Estado”, avalia o subsecretário do Tesouro Estadual, Bruno Dias.

Método

A plataforma é usada por ministérios para avaliar a adimplência de entes subnacionais antes da assinatura de contratos de repasses de recursos e nas operações de crédito que dependem de aval federal.

Publicidade