Segurança

Corpo em decomposição é encontrado em Cachoeiro; morte intriga a família

COMPARTILHE
28049

A morte de Jobel Abreu Campo, 54 anos, ainda intriga a família e a comunidade de Santa Tereza, município de Atílio Vivácqua. O homem, que estava desaparecido desde a tarde do último domingo (17), foi encontrado morto, já em estado de decomposição e nu em uma área conhecida como ‘campão’, no bairro Baixo Monte Cristo, em Cachoeiro de Itapemirim, na tarde desta segunda (18).

Colisão entre motos deixa duas vítimas fatais em Piúma

Dois motociclistas morreram na noite desta segunda-feira (22) após colidirem de frente, na rodovia...

PM apreende 50 pedras de crack em Guaçuí

Um jovem de 22 anos foi preso na noite do último sábado (20) por...

Polícia procura por nove detentos que fugiram de penitenciária no ES

Nove detentos da Penitenciária Estadual de Vila Velha 3, do Complexo de Xuri, fugiram...

De acordo com a irmã da vítima, Luziene Campos, Jobel a deixou em casa, no bairro Santo Antônio, em Cachoeiro, por volta das 17h30 do domingo, e seguiria para casa, onde morava com os pais, em Atílio.

Luziene, que trabalha em um hospital e estava de plantão naquela noite, recebeu uma ligação do filho às 4h, informando que o tio não havia chegado em casa.

Continua depois da publicidade

O carro da vítima, um Fiat Pálio de cor branca, não foi encontrado.

A família passou a buscar por Jobel em hospitais e delegacias, mas não o encontrou. Eles espalharam a notícia do desaparecimento e logo receberam uma ligação de um morador do bairro Teixeira Leite, informando que havia encontrado roupas e documentos do homem na região.

Na tarde desta segunda, o corpo de Jobel foi encontrado por populares que acionaram um primo da vítima. O homem reconheceu o corpo, que foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro.

A família desconhece a motivação da morte. “Meu irmão era um homem exemplar, não tinha rixas e não arrumava confusão com ninguém, a comunidade está de luto, ele era muito querido. A polícia precisa encontrar quem fez essa maldade com ele”, disse a irmã.

Jobel será velado na Igreja Batista de Atílio Vivácqua e enterrado no Cemitério de Santa Cruz, também no município, a família não informou os horários já que até às 9h desta terça (19) o corpo não havia sido liberado do SML.

Qualquer denúncia pode ser passada por meio do 181 e 190, não é preciso se identificar.

Publicidade