Segurança

Corpo em decomposição é encontrado em Cachoeiro; morte intriga a família

COMPARTILHE
28356

A morte de Jobel Abreu Campo, 54 anos, ainda intriga a família e a comunidade de Santa Tereza, município de Atílio Vivácqua. O homem, que estava desaparecido desde a tarde do último domingo (17), foi encontrado morto, já em estado de decomposição e nu em uma área conhecida como ‘campão’, no bairro Baixo Monte Cristo, em Cachoeiro de Itapemirim, na tarde desta segunda (18).

Jovem tenta subornar PMs durante blitz e é preso com arma, munições e drogas em Cachoeiro

Um suspeito, de 21 anos, foi preso na madrugada deste domingo (13), com arma,...

Casal de Dores do Rio Preto morre em acidente após sair de festa a fantasia em Espera Feliz

Um casal morreu na manhã deste domingo (13), após sair de um festa a...

Homem é encontrado morto enrolado em tarrafa em rio de Mimoso do Sul

Um lavrador foi encontrado morto, na noite deste sábado (12), dentro do Rio Muqui,...

De acordo com a irmã da vítima, Luziene Campos, Jobel a deixou em casa, no bairro Santo Antônio, em Cachoeiro, por volta das 17h30 do domingo, e seguiria para casa, onde morava com os pais, em Atílio.

Luziene, que trabalha em um hospital e estava de plantão naquela noite, recebeu uma ligação do filho às 4h, informando que o tio não havia chegado em casa.

Continua depois da publicidade

O carro da vítima, um Fiat Pálio de cor branca, não foi encontrado.

A família passou a buscar por Jobel em hospitais e delegacias, mas não o encontrou. Eles espalharam a notícia do desaparecimento e logo receberam uma ligação de um morador do bairro Teixeira Leite, informando que havia encontrado roupas e documentos do homem na região.

Na tarde desta segunda, o corpo de Jobel foi encontrado por populares que acionaram um primo da vítima. O homem reconheceu o corpo, que foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro.

A família desconhece a motivação da morte. “Meu irmão era um homem exemplar, não tinha rixas e não arrumava confusão com ninguém, a comunidade está de luto, ele era muito querido. A polícia precisa encontrar quem fez essa maldade com ele”, disse a irmã.

Jobel será velado na Igreja Batista de Atílio Vivácqua e enterrado no Cemitério de Santa Cruz, também no município, a família não informou os horários já que até às 9h desta terça (19) o corpo não havia sido liberado do SML.

Qualquer denúncia pode ser passada por meio do 181 e 190, não é preciso se identificar.

Publicidade