Política Nacional

Moro pede para Congresso se debruçar sobre projeto de segurança pública

COMPARTILHE
13

Com o adiamento da tramitação do seu pacote de medidas de segurança pública, o ministro da Justiça, Sergio Moro, aproveitou o lançamento da Frente Parlamentar de Segurança, a chamada Bancada da Bala, para pedir celeridade ao seu projeto. “Vou conversar respeitosamente com o presidente da Casa (Rodrigo Maia, DEM-RJ)”, disse Moro. O ministro foi para o evento, realizado no Salão Negro do Congresso, direto da viagem aos Estados Unidos, onde acompanhou o presidente Jair Bolsonaro.

Haddad: não tem hipótese de ser cada um por si na esquerda em 2020

Candidato derrotado do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições presidenciais de 2018, o ex-prefeito...

Carlos Bolsonaro e Major Olimpio trocam insultos nas redes sociais

Um dia após a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) ter destacado a necessidade...

Gleisi, Haddad e Suplicy participam de ato por Lula em São Paulo

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniram na avenida Paulista, em...

Maia adiou a tramitação do projeto enviado por Moro ao Congresso e disse que o pacote só deve entrar na pauta após a aprovação da Nova Previdência. Um grupo de cinco parlamentares foi criado para discutir a proposta até lá.

Moro disse que, em sua avaliação, seu pacote poderia tramitar em conjunto com a reforma da Previdência, sem prejuízos. Ele pediu que o Congresso dê atenção ao tema, que é um “assunto fundamental” e que foi amplamente debatido durante as eleições.

Continua depois da publicidade

O ministro falou brevemente ainda sobre a viagem aos Estados Unidos. Disse que o Brasil conseguiu firmar acordos importantes, como o relativo à Base de Alcântara, no Maranhão. “Vai trazer recursos importantes para o Brasil”, aformou.

Bancada da bala

A bancada da bala tem hoje 304 parlamentares e o grupo tem um peso importante na votação da reforma da Previdência. Entre os deputados que acompanham o evento, há também expectativa sobre o envio do projeto de lei que trata sobre a Previdência dos militares e deve ser enviado nesta quarta à Câmara pelo Executivo.

Camila Turtelli
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade