Esporte Nacional

Por atrasos salariais, jogadores do Flu voltam a fazer greve em treino

COMPARTILHE
13

Em razão dos atrasos salariais, os jogadores do Fluminense voltaram a fazer greve no treino desta sexta-feira. Os atletas compareceram ao CT da Barra, no Rio de Janeiro, mas se reuniram e decidiram não participar da atividade planejada para o dia, como forma de protesto.

Com 6 mudanças, Tite troca defesa e tira Arthur da seleção para jogo com checos

A seleção brasileira vai encarar a República Checa nesta terça-feira, em Praga, com uma...

Casemiro volta a ser confirmado como capitão da seleção para amistoso em Praga

Depois de ter usado a faixa de capitão no decepcionante empate por 1 a...

Godín quebra recorde, Uruguai goleia Tailândia e fatura torneio amistoso na China

Em um jogo marcado pelo recorde de Diego Godín, que se tornou o jogador...

“Por conta dos atrasos salariais, os jogadores do Fluminense se reuniram na tarde desta sexta-feira, no CT, e decidiram não treinar, em forma de protesto. A atividade marcada para este sábado está mantida e passou para a parte da tarde”, disse o Fluminense, em comunicado.

A atividade desta sexta estava agendada para as 16 horas. Seria um trabalho de recuperação após a vitória tranquila sobre o Boavista por 3 a 0, na noite de quinta, em Saquarema, pela Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Continua depois da publicidade

Com a greve, a reapresentação, de fato, será neste sábado. O treino, que estava marcado para as 9 horas, será realizado às 16 horas. Será a última atividade liderada pelo técnico Fernando Diniz em preparação para o clássico com o Botafogo, neste domingo, às 19 horas, no Maracanã, também pelo Estadual.

Foi a segunda vez que elenco do Fluminense decidiu paralisar suas atividades em protesto contra os atrasos salariais. A primeira aconteceu no fim de fevereiro. Na ocasião, os jogadores retomaram os trabalhos normalmente no dia seguinte à paralisação após uma conversa com o presidente do clube, Pedro Abad.

A diretoria do Fluminense ainda não quitou os pagamentos referentes a fevereiro, chegando ao terceiro mês de atraso salarial. O clube ainda deve quantias referentes a férias e direitos de imagem.

“A gente sabe que a diretoria está trabalhando. O grupo está focado para dar o máximo. Começamos a semana muito bem e estamos no início de um trabalho. A diretoria está trabalhando para colocar tudo em dia”, disse o volante Airton, na terça-feira.

Felipe Rosa Mendes
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade