Esporte Nacional

Flamengo e Bombeiros assinam termo para liberação do Ninho do Urubu

COMPARTILHE
62

O Flamengo e o Corpo de Bombeiros assinaram na manhã desta sexta-feira um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) – um passo importante para a obtenção de um alvará definitivo para a liberação do centro de treinamento do clube. No dia 8 de fevereiro, um incêndio no alojamento dos times de base do Flamengo matou dez atletas e deixou outros três feridos, provocando a interdição do Ninho do Urubu.

Polícia usa jogos do Brasileirão como teste de segurança para a Copa América

Sem que os torcedores tenham percebido, partidas do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e...

Tricampeão da Fórmula 1, ex-piloto Niki Lauda morre aos 70 anos

Uma das lendas do automobilismo mundial, o austríaco Niki Lauda morreu aos 70 anos,...

Orejuela passará por cirurgia, preocupa Cruzeiro e vira baixa na Copa América

Após virar motivo de preocupação para o Cruzeiro e para a seleção da Colômbia,...

O TAC apresenta um cronograma de ações a serem cumpridas nos próximos 90 dias pelo clube. Uma vez comprovado o cumprimento de todas as ações, o Flamengo poderá pedir à Prefeitura o alvará definitivo para a liberação da utilização integral do CT. Por enquanto, os treinos dos times de base estão interditados, bem como o alojamento de atletas.

De acordo com nota oficial divulgada pelos Bombeiros, com a assinatura do documento, “o Flamengo se compromete a cumprir o prazo de 90 dias, acordado pelas partes, para execução de medidas regularizadoras contra incêndio e pânico previstas em lei. O não cumprimento incide na cobrança de multas. O próximo passo consiste no clube dar entrada no processo para a emissão do Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.”

Continua depois da publicidade

“Faltam pequenos ajustes, são questões menores, de sinalização”, afirmou o vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, sobre os ajustes a serem feitos nos próximos dias. “Com isso, já poderemos pleitear o alvará definitivo, que nos garantirá a utilização integral do CT. Com isso, vamos estar aptos a colocar os menores de novo no centro, treinar em todos os campos e fazer um alojamento.”

Uma vez obtido o alvará definitivo, o documento ainda terá que ser submetido à Vara da Infância e Juventude para a liberação do Ninho do Urubu.

Roberta Jensen
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade