Geral

Governo fará 'o que for possível' para evitar novos massacres, diz Bolsonaro

COMPARTILHE
10

O presidente Jair Bolsonaro voltou a lamentar o massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), que causou a morte de 10 pessoas na quarta-feira, 13. Durante transmissão ao vivo no Facebook, Bolsonaro disse que o governo e todo o Brasil estão “chocados” com a tragédia. Criticado por ter demorado cerca de seis horas para se manifestar sobre o ocorrido, Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 14, que o governo fará “o que for possível” para evitar que o episódio se repita.

O que se sabe sobre o vídeo da Momo, que causou pânico no Brasil

Nos últimos dias, pais e mães se angustiaram diante do boato de que vídeos...

Inep libera espelhos da redação do Enem 2018

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 já podem ter acesso...

Buracos e placas encobertas por árvores incomodam motoristas em SP

Motoristas que trafegam pela capital paulista demonstram receio em razão de acidentes que podem...

“Nossos sentimentos, nossas condolências aos familiares, aos amigos. Todo o Brasil está de luto. É uma barbaridade que a gente não consegue entender como consegue fazer isso, leva ao que isso daí? Mas, nossos sentimentos. O que for possível nós faremos para evitar casos outros”, disse o presidente.

Ele lembrou que o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, viajou a Suzano para acompanhar o velório coletivo de seis das vítimas do massacre.

Continua depois da publicidade

“Nosso ministro Vélez esteve em Suzano hoje pela manhã conversando com autoridades, familiares, colhendo os sentimentos e levando nossas condolências”, afirmou Bolsonaro.

Julia Lindner
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade