Entretenimento

Trio Potiguá leva uma viagem pela música brasileira no pé de serra do Penha Roots

COMPARTILHE
Divulgação
31

Faltando apenas quatro dias para o início do festival “Penha Roots”, o Trio Potiguá prepara uma viagem pela música brasileira através do melhor do forró pé de serra. Portanto, deixe separada a sua sandália, sapato ou vá com os pés descalços sentir o clima do Caparaó de 15 a 17 de fevereiro no distrito de Patrimônio da Penha, em Divino de São Lourenço.

'The Umbrella Academy' estreia na Netflix

A aguardada série The Umbrella Academy chega nesta sexta, 15, à Netflix. Produção é...

Avril Lavigne lança novo álbum depois de cinco anos

Avril Lavigne lançou Head Above Water, seu novo álbum, nesta sexta-feira, 15. Seu último...

Youtuber 'aceita' pedido de namoro de Shawn Mendes feito há 6 anos

O cantor Shawn Mendes foi surpreendido na última quinta-feira, 14, o Valentine's Day, com...

O triângulo imbatível e a voz forte e agradável de Severo Gomes, a característica batida da zabumba de João Preá e o toque da sanfona inconfundível, cheia de alma e musicalidade de Zezinho Preá trazem em seu repertório clássicos de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino, Alceu Valença, Zé Ramalho e versões de Ivete Sangalo, Marisa Monte, Roberto Carlos, além das composições autorais.

“O Penha Roots vai ser maravilhoso! Estamos preparando um repertório excelente. Um set-list diferenciado para agradar todo o público que pode esperar somente coisas boas da apresentação”, destaca o vocalista Severo Gomes.

Continua depois da publicidade

Originários do Rio Grande do Norte, o nome Trio Potiguá veio para homenagear a terra natal. Humildade, carisma e simplicidade nas apresentações conquistaram um imenso público em todo o Brasil e até internacionalmente. O grupo teve início em 2001 e traz em seu currículo a gravação de 12 CDs, um DVD e um vídeo clipe.

Sempre muito atenciosos com os fãs e amigos, o Trio Potiguá é recebido em todos os Estados brasileiros com muita alegria, pois a cada show é preparado um novo repertório, buscando agradar e satisfazer a todos. “Nos preocupamos muito com o público, pois é ele que levanta a apresentação e a moral dos artistas. Colocamos mais músicas no repertório e gravamos um cd que vai ter o lançamento no Penha Roots”, conta Severo.

Por fotografias a região do Caparaó já encantou o trio e eles confirmam que, se a agenda de shows permitir, irão conhecer algumas cachoeiras e trilha de Patrimônio da Penha.

Severo brinca que até quem não sabe dançar um forrózinho aprende na hora do show. “Se você curte dançar agarradinho a noite toda o Penha Roots é o lugar ideal. O conhecido “forregae” tem filosofas bem semelhantes que acabam se complementando, trazendo um equilíbrio para o evento. Esperamos que o público curta o evento, curta nossa apresentação e se curtam cada vez mais. A filosofia do reggae e do pé de serra nos pede isso”, finaliza.

Publicidade