Cidades

Produtores de Muniz Freire recebem orientações sobre pagamentos de serviços ambientais

COMPARTILHE
51

Para preservar as áreas verdes, recursos hídricos capixabas e apoiar os proprietários rurais, o Programa Reflorestar tem oportunizado projetos voltados à manutenção dos ecossistemas e redução do impacto ambiental. Neste sábado (23), produtores do município de Muniz Freire e região receberam orientações de técnicos do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) e da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) sobre pagamentos por serviços ambientais.

MPES notifica hidrelétrica de Alegre a comprovar recuperação em área degradada

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de...

Empresa que irá administrar estacionamento rotativo de Cachoeiro é aprovada em testes

A empresa classificada na licitação do serviço de estacionamento rotativo de Cachoeiro de Itapemirim...

Corpo de jovem morta em acidente junto com namorado é velado em Cachoeiro

Está sendo velado na manhã desta quinta-feira (23), o corpo da cachoeirense Brunielly Oliveira,...

O pagamento por serviços ambientais consiste na transferência de recursos a quem ajuda a manter ou a produzir os serviços ambientais, como o plantio ou a manutenção de florestas e conservação de nascentes. O diretor de Crédito e Fomento Bandes, Everaldo Colodetti, destaca o empenho do banco capixaba na liberação dos contratos para os “produtores de água”, atividade que passou a ter a instituição como operador financeiro.

“Os consultores do Bandes, que atuam em todo o Estado, foram orientados sobre o monitoramento de projetos já apoiados e a contratação de operações já aprovadas. São profissionais técnicos capacitados pelo banco que auxiliam os produtores na formulação dos projetos e no acompanhamento de sua execução. O programa é um benefício múltiplo para o produtor, para sociedade e para a natureza”, destaca Colodetti.

Continua depois da publicidade

Com R$ 15 milhões liberados no último ano, o financiamento tem como principal objetivo manter, recuperar e ampliar a cobertura florestal, com geração de oportunidades e renda para o produtor rural, por meio da adoção de práticas de uso amigável do solo. Assim, em 2018, abarcou em torno de 17 mil hectares divididos em: áreas recuperadas com plantio, áreas de regeneração natural, áreas de floresta manejada, áreas de sistema agroflorestal e áreas de silvipastoril.

Os proprietários de áreas rurais, em especial os pequenos produtores, são o público-alvo dos pagamentos. Para isso, é necessário que eles disponham ou queiram dispor de parte de sua terra para fins de preservação ambiental ou para práticas rurais sustentáveis.

O Reflorestar busca promover a restauração de nascentes e Mata Atlântica por meio da conservação e estímulo à adoção de práticas de uso sustentável dos solos. O Programa é uma iniciativa governamental, fruto do alinhamento do Bandes com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEAMA) e da Secretaria Estadual de Agricultura, Aquicultura e Pesca (SEAG).

Publicidade