Geral

População poderá fiscalizar infrações de trânsito e encaminhar às autoridades

COMPARTILHE
230

A pessoa que flagrar motoristas cometendo infrações de trânsito poderá fazer vídeo, ou fotografia, e encaminhar às autoridades. Essa é a proposta do segundo Projeto de Lei assinado pelo senador Fabiano Contarato (REDE), para combater a impunidade no trânsito.

Helicóptero que transportava Boechat sofreu pane mecânica, diz Polícia Civil

O helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat, de 66 anos, sofreu uma pane...

Vale define comitê de segurança de barragens e muda composição de outros dois

O conselho de administração da Vale definiu a criação do Comitê Independente de Assessoramento...

Justiça derruba liminar que suspendia aumento da tarifa de ônibus em SP

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Manoel de Queiroz Pereira...

“Quantas vezes nós estamos transitando no sistema viário e presenciamos motoristas totalmente imprudentes? Ziguezagueando pela pista, avançando o sinal semafórico, dirigindo e falando ao celular. Pois é, se essas infrações não forem flagradas por agentes de trânsito, não terão valor nenhum perante a lei. Mas, agora, isso pode mudar. Eu acabo de assinar um projeto de lei que autoriza qualquer pessoa do povo a registrar esse fato”, disse o senador.

A proposta é que a infração possa ser registrada através de vídeo e foto para serem encaminhadas às autoridades.

Continua depois da publicidade

“Ficará assegurado ao infrator o direito ao contraditório e à ampla defesa. O projeto, quando aprovado e sancionado, vai permitir que a partir do registro do cidadão seja lavrado o auto de infração. Não tenho dúvida de que quem vai ganhar com isso é a população. A segurança do sistema viário é um direito de todos e a preservação da vida humana é o principal bem jurídico a ser defendido”, explica Contarato.

O Projeto de Lei visa reconhecer o registro de infrações de trânsito feito por qualquer pessoa física ou jurídica, como meio de prova apto para lavratura do auto de infração.

Publicidade