Cidades

Judoca cachoeirense faz ‘vaquinha virtual’ para conseguir disputar campeonato na Alemanha

COMPARTILHE
538

Após três meses afastada dos tatames por conta de uma grave lesão na vértebra cervical de grau II, a judoca cachoeirense, Samara Contarini, de 19 anos, que voltou a treinar em julho do ano passado, quer disputar em março a primeira fase do Circuito Europeu, em Bad Blankenburg – que acontece no próximo mês na Alemanha.

Revitalização de praça destaca antigo viradouro ferroviário de Cachoeiro

Dentre as melhorias que estão sendo feitas pela prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, por...

Turnê pedagógica encanta alunos da rede municipal de Cachoeiro

Encantamento é a palavra que resume a primeira semana das atividades da Turnê Pedagógica...

Novos Laboratórios Móveis de Informática chegam a duas escolas de Cachoeiro

Quase mil chromebooks (computadores modernos) já estão disponíveis nas escolas da Rede Estadual de...

A atleta precisa arrecadar R$ 7. 100,00 para bancar a viagem e para isso criou uma ‘vaquinha’ online. Atualmente morando em São Paulo, a atleta do Esporte Clube Pinheiros, desde 2016, está focando na seletiva olímpica Paris 2024.

“Devido meu afastamento pela lesão, não estou liderando o ranking e preciso correr atrás para pontuar e ter a chance de ir para o mundial”, contou Samara.

Continua depois da publicidade

Ainda de acordo com a atleta, ela está totalmente recuperada e pronta para voltar a liderança. A primeira competição que Samara disputou após a lesão foi a seletiva nacional de base, em dezembro do ano passado. A classificação garantiu a vaga para Meeting na Alemanha.

“Já pude perceber uma evolução nos tatames, estou correndo atrás da liderança novamente”.

Lesão

O retorno da judoca estava previsto para acontecer cinco meses após a cirurgia, mas foi antecipado. Samara sofreu a lesão em abril de 2018, quando aplicou um golpe na adversária e caiu de mau jeito.

A lesão é considerada gravíssima, uma vez que todos os ligamentos da vértebra romperam e chegaram à medula da atleta. Se a luxação fosse grau 3, ela teria perdido os movimentos.

Para ajudar a atleta, basta acessar este link e fazer sua doação. Além da ‘vaquinha’ virtual, Samara está rifando um Kimono Mizumo 2.5, no valor de R$ 20.  Os interessados podem entrar em contato com a atleta por meio das redes sociais.

Publicidade