Cidades

Imóveis da Nassau em Domingos Martins e Cachoeiro serão leiloados pela justiça

COMPARTILHE
1248

A Justiça do Trabalho de Cachoeiro de Itapemirim em parceria com a leiloeira Hidirlene Duszeiko, realizam leilão presencial no dia 26 de fevereiro de 2019, a partir das 13h, no Hotel Caiçara, Avenida Jones dos Santos Neves, 1.173A, Alto Monte Cristo, Cachoeiro de Itapemirim.

Tempo: sol e possibilidades de chuvas rápidas no Sul do ES

Sexta-feira (26) ainda sob influência da nebulosidade marítima. Previsão de chuva rápida a qualquer...

Espaços de lazer de Cachoeiro recebem playground e manutenção

A prefeitura de Cachoeiro, por meio de projetos da Secretaria de Esporte e Lazer (Semesp),...

Concurso de covers do cantor Roberto Carlos será nesta sexta (26) em Cachoeiro

As atrações em homenagem ao cantor Roberto Carlos seguem em Cachoeiro, nesta sexta-feira (26),...

Serão levados a leilão imóveis localizados em Cachoeiro de Itapemirim e Domingos Martins, que pertencem a empresa Itabira Agroindustrial S/A (Cimento Nassau).

Entre os bens, destaques para sítio com 72 hectares, casa, currais e tulha, localizado em Domingos Martins está avaliado em cerca de R$ 9 milhões, com possibilidade de lances a partir de R$ 6,3 milhões; casa com 04 pavimentos em Cachoeiro de Itapemirim, avaliada em R$ 2,1 milhões, com aproximadamente 1.200m² de área construída, salão de festas, piscina, churrasqueira 1.248m² de área de terreno, podendo ser arrematada por R$ 1,5 milhões; edificação com quatro pavimentos, salas, varanda, suítes, quartos e garagem, localizada no centro de Cachoeiro de Itapemirim, avaliada em pouco mais de R$ 1 milhão poderá ser arrematada por R$ 726 mil. Ainda entre os imóveis, estão duas edificações no B. Santo Antônio, um apartamento no edifício Itapuã e um terreno no B. Paraíso, todos localizados na cidade de Cachoeiro de Itapemirim.

Continua depois da publicidade

A Itabira Agroindustrial S/A, empresa controlada pelo Grupo Industrial João Santos, dono da Cimento Nassau (marca de cimento brasileira), fundada por João Pereira dos Santos, patriarca da família, a marca foi fundada homenageando o holandês Maurício de Nassau. O senhor João Santos, (conhecido por “Seu Santos”, como gostava de ser chamado) fundou um império que inclui, além das fábricas de cimento, companhias de açúcar e papel, fazendas, empresas de comunicação e uma empresa de táxi aéreo.

A empresa enfrenta forte crise desde 2016 quando começou a atrasar o salário de centenas de funcionários e no final de 2017 foi desativada. Desde então, acumula um montante de R$ 60 milhões em dívidas trabalhistas e mais de R$ 260 milhões de execuções fiscais.

Interessados podem obter informações mais detalhadas pelo site hdleiloes.com.br ou então pelo 0800-707-9272.

Publicidade