Geral

João de Deus e mulher responderão por posse ilegal de arma

COMPARTILHE
15

O médium João de Deus e sua mulher, Ana Keyla Teixeira Lourenço, viraram réus por posse ilegal de arma de fogo, informou nesta segunda-feira, 18, o Tribunal de Justiça de Goiás. A denúncia foi recebida pelo juiz Ricardo Silveira Dourado, da 1ª Vara Criminal. A polícia encontrou na residência do casal um revólver 38 e 11 munições em 21 de dezembro do ano passado.

'MEC tem de interromper a agenda ideológica', diz professor

Desde o início da gestão Jair Bolsonaro, o Ministério da Educação (MEC) protagonizou uma...

SP: Ipiranga e Vila Mariana estão entre os 10 bairros onde mais se furtam carros

A artesã Regina Rustice, de 44 anos, sempre deixava o carro na mesma rua...

MP contesta projeto que acaba com cotas raciais no ensino superior

As ações afirmativas são importante instrumento de combate ao racismo e de promoção da...

Os dois terão dez dias para apresentar defesa no caso e depois serão julgados. Ao analisar a denúncia, feita pelo Ministério Público do Estado de Goiás, o magistrado destacou, segundo nota do TJ, “que estão preenchidos os requisitos legais do artigo 41 do Código de Processo Penal, bem como há nos autos provas da materialidade e indícios suficientes de autoria, havendo justa causa para instauração da ação penal com a presença de todas as condições da ação”.

João de Deus responde a outros processos sob acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável. Ele está preso desde o dia 16 de dezembro após denúncias sobre os crimes terem surgido. A defesa nega os crimes e tenta obter a liberdade do acusado por meio de habeas corpus, que já foi negado em diferentes instâncias.

Continua depois da publicidade

Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade