Esporte Nacional

Polícia Civil interdita alojamento da base do Botafogo em Niterói

COMPARTILHE
Foto: Vitor Silva / SSPress
156

A Polícia Civil interditou para perícia o alojamento do estádio Caio Martins, em Niterói, utilizado pelas categorias de base do Botafogo. A interdição aconteceu após denúncias de que o local não apresentava segurança, com problemas na estrutura e na fiação elétrica.

Palmeiras goleia Melgar no Peru, avança na Libertadores e assume ponta do grupo

Com facilidade, o Palmeiras se classificou com uma rodada de antecedência para as oitavas...

Flu joga mal, perde para o Santa Cruz, mas avança nos pênaltis na Copa do Brasil

Foi mais sofrido do que o esperado, mas o Fluminense segue vivo na Copa...

Larissa Pimenta e Daniel Cargnin conquistam ouro no Pan-Americano de Judô

O judô brasileiro foi ao pódio com os seus seis representantes nesta quinta-feira no...

Segundo a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Niterói, foi aberta investigação para apurar as denúncias. Equipes da especializada foram ao Caio Martins e constataram rachaduras na parede e fiação elétrica inadequada. Em função disso, os agentes interditaram o alojamento para realização de perícia de engenharia. A Polícia Civil informou que responsáveis pelo clube serão ouvidos.

Em nota, o Botafogo afirmou que o alojamento no Caio Martins é utilizado apenas eventualmente – em geral, os jogadores da base são encaminhados à sede de General Severiano, na zona sul do Rio. “As acomodações de alojamento somente são utilizadas em casos especiais de atletas de fora do estado ou em vulnerabilidade social. Para atender essas eventualidades, hoje o clube possui um alojamento de pequeno porte com capacidade para até 16 atletas em General Severiano, além de instalações em Caio Martins utilizadas pontualmente pelas categorias menores, nas quais os jovens permanecem sob a supervisão de inspetores e são acompanhados de perto por uma assistente social”, informou o clube.

Continua depois da publicidade

“O Botafogo possui, incluído em seu documento orientador de futebol de base, uma metodologia que prioriza a formação dos seus atletas junto à família. Acreditamos que os jovens, que já abrem mão de momentos importantes de suas vidas em busca do sonho de se tornar um jogador de futebol, necessitam permanecer o maior tempo possível em suas residências no amparo de seus familiares”, apontou, também na nota.

Marcio Dolzan
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade