Cachoeiro de Itapemirim

Saúde mental: pacientes aprovam atendimento do Caps AD em Cachoeiro

COMPARTILHE
129

“Não me vejo mais sem as atividades oferecidas e o tratamento que tenho recebido. Às vezes, quando não é meu horário de atendimento, tenho vontade de vir, só para conversar, interagir com o pessoal. Sou muito bem tratado, tenho melhorado muito e gosto de estar aqui.”

Última semana para indicação de candidatos a Cachoeirense Ausente

O prazo para indicação de candidatos ao título de Cachoeirense Ausente Nº 1 de...

Distrito de São Vicente recebe melhorias para projeto de Turismo Rural

Explorar as riquezas naturais dos distritos e comunidades de Cachoeiro e desenvolver um projeto...

Moradores do Coronel Borges aprovam mudanças no trânsito do bairro

Foram concluídas pela prefeitura, na semana passada, as novas alterações no trânsito do Coronel...

O depoimento é de um homem de 52 anos que, há seis meses, é atendido no Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD) de Cachoeiro, para tratar o vício em bebida alcoólica.

Localizada no bairro Otton Marins, a unidade administrada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) atende cerca de 500 pacientes com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.

Continua depois da publicidade

Gratuito, o tratamento é realizado por uma equipe multidisciplinar formada por médicos (psiquiatra e clínico), psicólogo, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêutico, assistente social, educador físico, terapeuta ocupacional e artesã.

Os principais objetivos são a reabilitação e a reinserção social de pessoas com transtornos mentais decorrentes do abuso de drogas. Por isso, o Caps AD integra a rede de serviços de saúde mental, tema que está em voga neste mês com a campanha Janeiro Branco.

Como parte das ações do movimento em Cachoeiro, a equipe técnica do Caps AD tem organizado rodas de conversa e palestras para os pacientes e seus familiares. A psicóloga da unidade, Camila Almeida, conta que um dos assuntos abordados neste período foi o suicídio, que, segundo dados científicos, teve um aumento de 2,3% em 1 ano, e que o Brasil tem um caso a cada 45 minutos.

“A relação entre o uso de substâncias químicas por dependentes químicos e as tentativas de suicídio passa pela questão da saúde mental, problemas psiquiátricos e de muitos outros fatores que podem ser prevenidos ou tratados”, explica.

“Há como prevenir sofrimentos, evitar dores e impedir atitudes desesperadas ou até vícios. A campanha Janeiro Branco é uma oportunidade para alertarmos a população de forma mais abrangente e abordarmos esse assunto tão delicado”, complementa a subsecretária de Saúde de Cachoeiro, Alexandra Araújo.

Para ser atendido no Caps AD, é preciso levar documento de identificação e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Funciona na rua José Lobato, s/nº, bairro Otton Marins (rua paralela à Linha Vermelha), de segunda a sexta, das 8h às 18h. O telefone é 3522-4366.

 

Janeiro Branco

A campanha Janeiro Branco foi criada para alertar sobre o perigo de doenças como a depressão, a ansiedade, o estresse e a importância da manutenção do equilíbrio mental.

De acordo com relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), uma boa saúde mental não tem a ver apenas com a ausência de doenças. “Saúde mental é um estado de bem-estar em que o indivíduo percebe suas próprias habilidades, consegue enfrentar as situações estressantes que são comuns nas rotinas diárias, além de ser capaz manter uma vida ocupacional produtiva”.

Em Cachoeiro, a Semus realiza palestras informativas nas Unidades Básicas Saúde do município (UBS), com temas como prevenção do suicídio e de transtornos psicológicos.

Será feita, ainda, uma ação na praça Jerônimo Monteiro no dia (30), das 8h às 11h, com profissionais das coordenações de Saúde da unidade do Caps AD, Saúde do Idoso, Saúde da Mulher, profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), e enfermeiros das UBS e psicólogo. Serão realizadas, também, consultas, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, teste rápido de sífilis, além de orientações com foco em saúde mental e sobre tuberculose e hanseníase.

 

Programação – Janeiro Branco

Segunda-feira (28)

8h – UBS Coramara

Palestra: “Motivação e recomeço” com a equipe do NASF

8h – UBS Gironda

Roda de Conversa sobre o uso de psicotrópicos

 

Terça-feira (29)

13h – UBS BNH de Baixo

Atendimento Individual (Saúde Mental) com médico

 

Quarta-feira (30)

8h às 11h – Evento – Janeiro Branco na Praça Jerônimo Monteiro, Centro

Publicidade