Cachoeiro de Itapemirim

Escolas municipais de Cachoeiro terão laboratórios de robótica

COMPARTILHE
122

A Secretaria de Educação de Cachoeiro (Seme) adquiriu laboratórios de robótica, compostos de kits tecnológicos temáticos e de apoio, para atender escolas municipais de ensino fundamental.

Prefeitura de Cachoeiro investe R$ 2,8 milhões em obras nas unidades de saúde

Uma das unidades já atendidas é a do bairro Alto União, em que são...

Obras de ampliação do Ifes de Cachoeiro iniciam na próxima semana

As obras de ampliação do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), na localidade de...

Vacinação volante já imunizou mais de 200 pessoas contra sarampo em Cachoeiro

Mais de 200 pessoas foram vacinadas contra o sarampo nas ações de vacinação volante...

Serão contempladas, inicialmente, 10 escolas: Anacleto Ramos, Anísio Ramos, Galdino Theodoro da Silva, Julieta Deps Tallon, Luiz Marques Pinto, Monteiro Lobato, Florisbelo Neves, Pedro Estellita Herkenhoff, Gércia Ferreira Guimarães e Athayr Cagnin.

A previsão é que os equipamentos sejam entregues nessas unidades até o mês de março. Simultaneamente, durante esse período, os professores terão capacitação detalhada para entendimento e aplicação do material.

Continua depois da publicidade

Serão quatro tipos de laboratórios: Kit Temático Máquina Simples, Kit Temático Mecânica e Estática, Kit Temático Energias Alternativas, Kit Temático Eletrônica, Kit Temático Robô Móvel, Kit Temático Robô (para locomoção de esteira) e Kit Apoio.

Por meio deles, os estudantes vão ser incentivados a analisar situações, experimentar, pesquisar, testar resultados e resolver situações-problema.

Todos os projetos da robótica são adequados conforme a série do estudante e estão relacionados às disciplinas trabalhadas e desenvolvidas em sala de aula, como Matemática e Ciências.

No Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano), o foco será projetos que trabalhem a parte mecânica, ligações elétricas (presença de lâmpadas e motores) e projetos de iniciação à programação no computador com software específico.

Já no Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano), vão ser aplicados projetos que envolvem montagem, ligações elétricas e programação.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Cristina Lens, a utilização da robótica no contexto educacional contribui de forma objetiva no desenvolvimento de competências e criatividade importantes para o processo de aprendizagem do estudante, seja dentro ou fora da escola.

“A aquisição desses laboratórios é uma iniciativa que apoia e incentiva as escolas no desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras, visando à melhoria da qualidade da educação ofertada. Estamos apostando em ações para dotar as unidades de ensino de recursos materiais e tecnológicos que despertem maior interesse dos estudantes e dinamizem a prática docente”, frisa Cristina.

Ela ressalta, ainda, que as aulas com os kits vão incentivar os alunos a trabalhar em equipe. “Com isso, eles aprendem, se socializam e desenvolvem um trabalho cooperativo, com divisão de tarefas. Com certeza, é uma novidade capaz de mudar a vida dos nossos alunos”, complementa.

Publicidade