Guaçuí

Após recentes casos de dengue, Secretaria de Saúde de Guaçuí está em alerta

COMPARTILHE
133

Guaçuí está em alerta para evitar uma já possível epidemia de dengue e outras doenças transmitidas pelos mosquitos Aedes Aegypti. Isso porque a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) já registrou, nos últimos dias, a notificação de quase 20 casos de suspeita de dengue.

Raízes de árvores podem prejudicar infraestrutura da cidade

As árvores embelezam calçadas, fazem sombras para veículos e pedestres, arejam e humanizam o...

Prefeita Vera Costa visita local de montagem da ponte provisória na BR 482

A prefeita de Guaçuí, Vera Costa, visitou no domingo (14) a área onde está...

Prefeitura de Guaçuí implanta sistema para limitar empréstimos consignados de servidores

A Prefeitura de Guaçuí tomou uma iniciativa que visa a educação financeira de seus...

O material colhido dos pacientes ainda está sendo analisado, mas mesmo antes de qualquer confirmação de diagnóstico, as equipes da Vigilância em Saúde, da Semus, estão trabalhando na prevenção e combate aos focos que já foram encontrados em todos os bairros da cidade e também nos distritos.

O secretário municipal de Saúde, Márcio Clayton da Silva, afirma que todas as equipes estão mobilizadas, inclusive, com férias de agentes sendo suspensas, para que o trabalho de combate e bloqueio aos focos – que é feito onde foram registrados casos suspeitos, incluindo pulverização de agente químico para matar o mosquito adulto – seja realizado da maneira mais rápida possível. Contudo, chama atenção para a importância da colaboração da população nessa luta contra uma epidemia.

Continua depois da publicidade

“Precisamos que a população faça sua parte, colaborando e permitindo o trabalho dos agentes de endemias, para que possamos evitar que nosso município sofra com uma epidemia, porque estamos encontrando focos com larvas e também mosquitos em vários pontos da cidade”, pede o secretário, que ressalta que o clima muito quente, com muitas chuvas nos últimos dias, torna ainda mais propícia a proliferação do mosquito.

 

Armadilhas

Segundo as equipes da Vigilância em Saúde, foi confirmada a presença de mosquitos transmissores com ovos em todas as 10 armadilhas MosquiTRAP espalhadas pela cidade. “Ou seja, podemos afirmar que temos a presença de mosquitos Aedes em todos os bairros da cidade”, afirma o agente de endemias, Luiz Carlos Almeida Rosa. Essas armadilhas fazem parte do Monitoramento Integrado M.I.Aedes, do Governo Federal, instaladas no município.

 

Casas fechadas

Os agentes têm encontrado muitas casas fechadas, devido às férias, o que dificulta o trabalho das equipes. Além disso, existem proprietários de terrenos baldios que não fazem limpeza dos mesmos, onde podem existir mais focos, já que o município não tem permissão para entrar em propriedade particular e fazer o serviço.

É bom lembrar que existe o Decreto Municipal 9.705, de 17 de março de 2016 que, entre outras decisões, determina multa para os proprietários de imóveis, incluindo lotes e terrenos baldios, que não obedeçam aos requisitos mínimos de higiene “indispensáveis à proteção da saúde”. No entanto, não há informações de que a Prefeitura irá aplicar, por enquanto, o que está neste decreto, o que aconteceu numa ocasião, no ano passado.

Publicidade