Espírito Santo

Amunes convoca procuradores municipais para reunião nesta quinta (10)

COMPARTILHE
97

A Associação dos Municípios do Estado do Espírito Santo (Amunes), convocou os procuradores e assessores jurídicos de todos os municípios capixabas para uma reunião na sede da entidade, no Centro de Vitória, na manhã desta quinta-feira (10). Em pauta, está o reflexo da suspensão dos convênios firmados com o Governo do Estado nos últimos três meses.

Presos capixabas transformam pallets em móveis sustentáveis

Presos que cumprem pena na Penitenciária Estadual de Vila Velha III (PEVV III), no...

Agerh abre diálogo com os comitês das bacias hidrográficas do ES

O diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Fabio Ahnert, se reúne nesta...

Governador Renato Casagrande prestigia a posse das novas dirigentes do TRT-ES

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou na noite desta quinta-feira (17) da solenidade...

Marcada para às 10h de hoje, o encontro visa discutir os aspectos jurídicos do Decreto 4351-R, de 01 de janeiros de 2019, publicado no Diário Oficial, que suspendeu os convênios com os municípios, bem como os reflexos da medida sobre as prefeituras.

Segundo a carta de convocação enviada aos municípios “a presente reunião é de suma importância para subsidiar as decisões que serão adotadas de forma isolada, por cada município, e de forma coletiva por intermédio da Amunes”.

Continua depois da publicidade

A decisão de reunir os setores jurídicos municipais foi tomada na reunião realizada na última segunda-feira (7) entre os prefeitos. Na ocasião, o secretário da Amunes, prefeito de Ibatiba Luciano Pingo, comentou a situação. “Encaminhamos nosso proposta de diálogo permanente com o Governo do Estado e reforçamos que o desejo unânime dos Prefeitos, caminha para não devolução dos recursos. Os Secretários – Davi Diniz e Thiago Hoffmam, estiveram na sede da Amunes e também reforçaram o desejo de diálogo do Governador. Vamos torcer para uma solução pacífica e com interesse do povo”, comentou.

Na região Sul do ES, o valor dos convênios suspensos ultrapassa os R$ 40 milhões destinados à obras de infraestrutura como pavimentação de vias, reurbanização de orla, construção de muros e pontes, dentre outros.

Publicidade