Economia

State Grid entrega linha de transmissão em MT com 29 meses de antecedência

COMPARTILHE
12

A State Grid Brazil Holding informou ter colocado em operação no domingo, 13, a linha de transmissão de 500kV Paranaíta-Ribeirãozinho, que corta o Estado de Mato Grosso. O empreendimento, que consumiu R$ 1,6 bilhão em investimento, foi entregue com 29 meses e 14 dias frente ao cronograma estabelecido no contrato de concessão com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), informou a companhia, referindo-se ao prazo de 27 de junho de 2021, .

Com abertura de capital estrangeiro, ministro espera ter até 12 empresas no País

O ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, afirmou na manhã desta quarta-feira, 20, que...

Parlamentares lançam frente contrária à reforma proposta pelo governo

Deputados e senadores de oposição e de partidos de centro lançaram nesta quarta-feira, 20,...

Tereza Cristina e Sonny Perdue querem estimular biotecnologia e comércio seguro

O secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, destacou, em suas redes sociais,...

“Com a antecipação, o sistema irá escoar a mais a energia de três períodos de cheia do complexo hidrelétrico Teles Pires, aliviando o problema da oferta e demanda de energia no Brasil”, destacou a State Grid.

A empresa explicou que o projeto aumenta a capacidade de escoamento da energia produzida na hidrelétrica, como também a estabilidade e confiabilidade do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Continua depois da publicidade

No edital em que explicava o lote, a Aneel citava que além de escoar a energia de reforçar o escoamento de Teles Pires, a linha tem por finalidade escoar a energia gerada pelas usinas Foz do Apiacás, São Manuel, Sinop e Colíder.

A linha é operada diretamente pela Paranaíta Ribeirãozinho Transmissora de Energia, sociedade de Propósito Específico (SPE) pertencente à State Grid Brazil Holding, criada para implantar, operar e manter o empreendimento. A linha de transmissão possui 1009 quilômetros de extensão e passa por 19 municípios mato-grossenses. A linha obteve a Licença de Operação no dia 18 de dezembro de 2018.

O empreendimento foi arrematado no leilão da Aneel nº 13/2015 realizado em abril de 2016. A State Grid ofereceu um lance sem deságio, com Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 334,568 milhões (valores da época) para assumir o projeto. A concessão tem validade de 30 anos.

Luciana Collet
Estadao Conteudo
Copyright © 2019 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade