Cidades

Patrimônio da Penha será palco para festival de reggae e forró pé de serra

COMPARTILHE
Divulgação
2832

Entre os dias 15 e 17 de fevereiro a comunidade de Patrimônio da Penha será palco para um festival místico de reggae e forró pé de serra. Com tradicional clima de montanha da região do Caparaó e seu povo hospitaleiro, o distrito de Divino de São Lourenço recebe o “Penha Roots”.

Vera Costa conta como superou os desafios e colocou a cidade de Guaçuí na rota do desenvolvimento

O AQUINOTICIAS.COM prepara uma série de reportagens com os prefeitos da região do Caparaó....

Educação de Conceição do Castelo se destaca em premiação do programa “Agrinho”

O município de Conceição do Castelo se destacou no programa “Agrinho”, realizado na rede...

Jovem de Guaçuí ganha medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

“Sempre tive mais facilidade com os números. Gosto muito de matemática!”. Esta foi a...

O evento, que acontecerá no Parque de Exposições, promete movimentar o turismo e a economia local com grandes atrações musicais. A natureza é outro atrativo do distrito, que apresenta belíssimas cachoeiras, segmentos de Mata Atlântica preservada e a comunidade de pessoas positivas e carinhosas em sua receptividade, lembrando, salvo as suas particularidades, Itaúnas, em Conceição da Barra e Caraíva, na Bahia.

A programação terá entrada paga na sexta-feira e no sábado, e aberta ao público no domingo. O “Penha Roots” é uma realização do GFC Produções e Eventos, braço de eventos do Grupo Folha do Caparaó de Comunicação. Segundo um dos organizadores, Eduardo Klein, a finalidade é fazer com que esse e outros eventos em 2019 desenvolvam turisticamente a região do Caparaó Capixaba.

Continua depois da publicidade

“Identificamos, há um tempo, que Patrimônio da Penha tem toda uma áurea “rootzeira”. É uma comunidade mergulhada no misticismo, esoterismo e com alta espiritualidade contemplativa. Queremos proporcionar esta opção para um público que aprecia sair do caos urbano e procura uma opção mais tranquila para descansar”, explica Eduardo.

Por que o reggae e o pé de serra?

A organização explica que o reggae e o pé de serra são ritmos que conversam com o público frequentador de Patrimônio da Penha. Os dois estilos musicais pregam uma filosofia de vida do desapego, da busca por paz interior e de necessidade de estar em conectividade com a natureza, e ter mais tolerância com o próximo, num clima de paz, amor e união.

A estrutura segue o padrão rígido de qualidade aplicado no Festival de Inverno de Guaçuí, salvo as proporções e o tipo do evento. O público pode esperar banheiros limpos, acessibilidade, alimentação diversificada, inclusive opções vegetarianas, bar e chopp artesanal e segurança para o público curtir os dias do festival.

“Vamos proporcionar esse ambiente no primeiro “Penha Roots”.Vai ser um evento lindo, a comunidade está de braços abertos para receber os visitantes, principalmente os que terão o primeiro contato com a região do Caparaó”, finaliza Klein.

Publicidade