Segurança

Sobe para oito o número de presos por ataques a bancos no Ceará

COMPARTILHE
Reprodução Globo News
157

Subiu para oito o número de presos suspeitos de participação na tentativa de roubo a duas agências bancárias na cidade cearense de Milagres, na região do Cariri. O ataque deixou oito supostos criminosos e seis reféns mortos.

Polícia afirma que criminoso morto no Zumbi é um dos maiores assaltantes de Cachoeiro

A Polícia Civil afirmou que Tercílio Alves Filho, 21 anos, que foi morto na...

Protesto e toque de recolher no bairro Zumbi após morte em confronto entre PM e bandidos

Após a morte de um homem baleado em confronto com a Polícia Militar, na...

PM e PC deflagram operação em Marataízes e Itapemirim; um homem foi preso por homicídio

Uma “Operação Integrada” entre a Polícia Militar e a Polícia Civil, na manhã desta...

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, mais cinco pessoas – três homens e duas mulheres – foram presas na noite desta sexta-feira, 7, e levadas a uma unidade da Polícia Civil para realização de flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, por integrar organização criminosa e por favorecimento pessoal.

De acordo com a polícia, os cinco suspeitos estavam trafegando pela BR-116 (via que liga os municípios de Juazeiro do Norte e Milagres), na tentativa de resgatar pessoas envolvidas no crime, que estariam escondidas na região. As buscas por outros suspeitos que participaram direta ou indiretamente no crime continuam em andamento.

Continua depois da publicidade

A tentativa de roubo às agências do Banco do Brasil e do Bradesco ocorreu por volta das 2h30 de sexta-feira. A quadrilha estava com os reféns quando a PM chegou e, dizem testemunhas, houve intenso tiroteio. Cinco criminosos morreram no local e dois após serem atendidos em postos de saúde da região. Outro foi morto por policiais na cidade de Barro, a cerca de 100 quilômetros de Milagres. Os reféns, que teriam sido executados, foram enterrados na sexta-feira.

Ana Paula Niederauer
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade