Variedades

Venda de novos livros para a Cultura ainda não está garantida

COMPARTILHE
8

Editores e Livraria Cultura ainda não chegaram a um acordo sobre a manutenção do fornecimento de livros para a rede – pensando principalmente no Natal. A Cultura quer pagar 10% no ato e o restante 30 dias depois.

Exposição apresenta iconografia de São Francisco de Assis por mestres italianos

Um dos santos mais presentes na iconografia católica é tema de nova exposição que...

Melissa McCarthy constrói personagem densa em 'Poderia me Perdoar?'

Dirigido por Marielle Heller, Poderia me Perdoar? se passa na década de 1990 e...

Israelense Nadav Lapid vence Urso de Ouro

Na entrevista que deu ao jornal O Estado de S. Paulo, a presidente do...

As editoras, sem receber há meses, querem o pagamento à vista, para minimizar o risco de ver seu prejuízo aumentar ainda mais, e um pedido de desculpas. Aliás, comenta-se que a mágoa só aumenta – e que haveria mais empenho em salvar a Saraiva do que a Cultura. Sem contar que a Saraiva propôs pagar essas novas compras (de livros com venda garantida e em pouca quantidade) à vista e já deve receber alguns lotes.

O impasse, no entanto, continua com as menores – com quem ela insiste em consignação. Isso tudo não tem a ver com a recuperação judicial, mas dá o tom de como serão as negociações. Uma curiosidade: por causa disso tudo, livros de fundo de catálogo voltaram às listas depois da Black Friday.

Continua depois da publicidade

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Maria Fernanda Rodrigues
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade