Economia

Ibama nega licença ambiental para perfuração de petróleo na foz do Rio Amazonas

COMPARTILHE
11

O Ibama negou a emissão de licença ambiental para a atividade de perfuração marítima para exploração de blocos de petróleo e gás localizados na foz do Rio Amazonas. A decisão de indeferir o pedido deve-se, segundo o órgão ambiental, a um “conjunto de problemas técnicos identificados ao longo do processo de licenciamento”. O pedido havia sido feito pela empresa Total E&P do Brasil.

'Não vamos liquidar a Gafisa', diz presidente

A nova gestão da Gafisa tem plano de gerar valor para a incorporadora no...

Empresas pressionam por redução dos subsídios que encarecem conta de luz

As empresas estão pressionando para que os subsídios embutidos na conta de luz de...

Representantes de Ghosn resgatam bens em apartamento no Rio de Janeiro

A Nissan informou ontem que representantes do presidente do conselho deposto, Carlos Ghosn, recuperaram...

Por meio de um despacho, a presidente do Ibama, Suely Araújo, confirmou o teor de um parecer técnico do instituto, que aponta a existência de “profundas incertezas relacionadas ao Plano de Emergência Individual (PEI) do empreendimento, agravadas pela possibilidade de vazamento de óleo”, situação que poderia “afetar os recifes biogênicos presentes na região e a biodiversidade marinha de forma mais ampla”.

A conclusão é de que outros problemas identificados pela equipe técnica da Coordenação de Licenciamento Ambiental de Exploração de Petróleo e Gás também não foram sanados em documentos apresentados ao Ibama.

Continua depois da publicidade

O órgão federal declarou que garantiu “todas as oportunidades possíveis para que a empresa Total E&P do Brasil complementasse e esclarecesse os problemas técnicos apontados durante o processo”. Neste ano, o Ibama emitiu para o setor de petróleo e gás 24 licenças e autorizações para atividades sísmicas, 20 para perfuração e 46 para produção.

André Borges
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade