Economia

Tesouro tem R$ 5,54 bilhões para subsidiar consumo de diesel neste mês

COMPARTILHE
6

O governo conta com saldo de R$ 5,54 bilhões para bancar a subvenção do óleo diesel neste mês. Desde o início de junho, quando foi iniciado o programa de subsídio, até o fim de novembro foram gastos R$ 3,96 bilhões dos R$ 9,5 bilhões reservados no Tesouro para isso, segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em seu site. Se for mantido o ritmo mensal de pagamento, o governo não gastará todo dinheiro reservado para reduzir o valor do combustível para a população.

'Não vamos liquidar a Gafisa', diz presidente

A nova gestão da Gafisa tem plano de gerar valor para a incorporadora no...

Empresas pressionam por redução dos subsídios que encarecem conta de luz

As empresas estão pressionando para que os subsídios embutidos na conta de luz de...

Representantes de Ghosn resgatam bens em apartamento no Rio de Janeiro

A Nissan informou ontem que representantes do presidente do conselho deposto, Carlos Ghosn, recuperaram...

O programa de subvenção foi criado em resposta à greve dos caminhoneiros, em maio, em protesto às variações diárias e elevadas do preço do diesel nos últimos meses. Como a Petrobras, principal fornecedora, alinha seus preços aos do mercado internacional, toda vez que a cotação do petróleo e dos seus derivados sobe nas principais bolsas mundiais de negociação, o produto fica mais caro nos postos do Brasil. Nos últimos meses, no entanto, a commodity desvalorizou, o que tem contribuído para que o governo não gaste tanto para subsidiar o combustível.

A diretoria da ANP aprovou na quinta-feira, 6, o pagamento de mais R$ 79,4 milhões a cinco importadores – Sul Plata (R$ 5,94 milhões); Greenergy (R$ 18,75 milhões); Blueway (R$ 43,6 milhões); Êxito (R$ 143,5 mil); e Flamma (R$ 10,79 milhões).

Continua depois da publicidade

Fernanda Nunes
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade