Economia

Correção: IGP-DI tem queda de 1,14% em novembro (+0,26% em outubro), diz FGV

COMPARTILHE
5

A matéria publicada anteriormente trazia incorreção no primeiro parágrafo em relação ao intervalo das projeções. Favor considerar todas as estimativas em baixa, e não como constou anteriormente (alta de 0,42%). Segue abaixo a versão corrigida. No texto, foram adicionadas informações sobre os IPAs.

Trabuco, sobre Caixa e BB: 'Sempre estaremos dispostos a olhar'

O presidente do conselho de administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, afirmou que o...

Salários no Reino Unido avançam no ritmo mais forte em uma década

Os salários pagos aos trabalhadores no Reino Unido avançaram ao ritmo mais forte em...

CVM condena presidente da Abrasca e outros 4 conselheiros da Melhoramentos

O presidente da Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca), Alfried Plöger, e outros quatro...

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou queda de 1,14% em novembro, ante alta de 0,26% registrada no mês anterior, divulgou nesta sexta-feira, 7, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado veio abaixo do piso do intervalo das projeções do mercado financeiro, que iam de queda de 1,10% a 0,42%, com mediana negativa em 0,61%. No ano, o índice acumula alta de 7,58% e, nos últimos 12 meses, de 8,38%.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, caiu 1,70% em novembro, após a elevação de 0,17% registrada em outubro. O IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, teve queda de 0,17% em novembro, ante um crescimento de 0,48% em outubro.

Continua depois da publicidade

Já o INCC-DI, que mensura o impacto de preços na construção, apresentou alta de 0,13% em novembro, depois do aumento de 0,35% em outubro.

IPAs

Os preços dos produtos agropecuários no atacado, medidos pelo IPA Agropecuário, caíram 2,41% em novembro, após a queda de 1,08% em outubro, dentro do IGP-DI, informou a FGV.

Em alta de 0,59% no mês anterior, os produtos industriais medidos pelo IPA Industrial tiveram declínio de 1,47% no mês passado. Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram queda de 1,01% em novembro, ante um aumento de 0,65% em outubro.

Os preços dos bens intermediários caíram 2,44% em novembro, após subirem 1,07% em outubro. Os preços das matérias-primas brutas registraram queda de 1,59%, depois de cederem 1,49%. O núcleo do IPC-DI subiu 0,22%, contra alta de 0,36% no mês anterior.

Denise Luna
Estadao Conteudo
Copyright © 2018 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

Publicidade